TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Embora priorizem crescimento, líderes de TI não estão prontos para lidar com inovação

Postado em: 03/06/2014, às 12:34 por Redação

Apesar das empresas se voltarem cada vez mais aos recursos digitais para encontrar novas fontes de receita e conduzir o crescimento, poucas estão preparadas para a velocidade da inovação centrada no cliente ou para as inúmeras opções de negócios que definirão a próxima geração de líderes do mercado. É o que mostra estudo do Gartner realizado com mais de 2,3 mil CIOs no ano passado, o qual revela que, embora 64% dos CEOs listam o crescimento como a principal prioridade para este ano, 51% dos CIOs disseram que não podem responder em tempo hábil às oportunidades digitais, enquanto 42% afirmaram não ter as habilidades necessárias para permitir a digitalização.

Diante deste cenário, onde ainda 70% dos CIOs disseram que pretendem mudar seu mix de abastecimento nos próximos três anos, a consultoria sugere que os executivos devem se afastar de abordagens "feitas para durar" e caminhar para estratégias "criadas para se adaptar".

"Esta é claramente uma oportunidade para a organização de TI demonstrar o seu valor crescente para os negócios e se reinventar como um motor de crescimento", disse Claudio Da Rold, vice-presidente e analista do Gartner. "No entanto, muitas empresas de TI simplesmente não estão prontas para suportar este tipo de inovação e mudanças rápidas", ressaltou.

Para enfrentar este desafio, a consultoria recomenda aos líderes de TI abraçar uma nova abordagem denominada "terceirização de adaptação". Esta abordagem ajuda as organizações a se afastar de uma estratégia tradicional de abastecimento em camadas e tem como objetivo adaptar a sua terceirização de TI a responder muito mais rapidamente às mudanças na demanda dos clientes, ou para aproveitar oportunidades em novos setores e mercados.

Neste sentido, muitos CIOs estão criando uma organização de TI bimodal, que consiste em aproveitar alguns pontos importantes, tais como: reutilizar processos, ferramentas e modelos de abastecimento que ajudam a avaliar e reduzir riscos e permitir a obtenção de resultados dentro dos prazos requeridos existentes, bem como evitar o uso de procedimentos de conformidade e segurança para reduzir ou até mesmo acabar com a inovação.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top