TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Acessa Escola começa a funcionar na rede estadual de SP

Postado em: 05/09/2008, às 19:03 por Redação

Começou a funcionar recentemente o projeto Acessa Escola, que permite que todos os estudantes da rede estadual de São Paulo possam utilizar os laboratórios a qualquer momento, não apenas durante as aulas de informática, sempre tendo auxílio de monitores treinados. Os laboratórios funcionam das 8h às 20h – para uso livre (salvo algumas restrições) pelos alunos, funcionários e professores – e, para tal, o governo do estado tem desenvolvido um programa de contratação e capacitação de estudantes para atuar como monitores.

Dois mil e cem estudantes das próprias escolas da rede de ensino foram aprovados inicialmente na prova que definiu a ocupação das vagas de estagiário para o trabalho de quatro horas por dia, com remuneração mensal de R$ 340,00. "É muito bom ter esse espaço, já que nem todo mundo possui a ferramenta em casa", diz o monitor Erick Baseto de Mello, de 16 anos, selecionado em concurso para exercer a função. "Essa experiência me dá uma responsabilidade maior com a escola, pois, além de estudar, tenho de cuidar dela também. A gente vê como funciona, fica dos dois lados ao mesmo tempo: o dos alunos e o dos diretores. É uma oportunidade única", conta o jovem estudante do 1º ano do ensino médio da mesma unidade em que trabalha.

A vice-diretora da Escola Estadual Raul Cardoso de Almeida, Sônia Aparecida Tonet Moreno, informa que a nova condição do laboratório de informática gerou animação entre professores e alunos. Ela destaca a importância dessa alternativa de lazer e aprendizado para os jovens num bairro de baixo poder aquisitivo, como é o caso da sua escola. "A maioria dos estudantes daqui não pode pagar uma lan house. Além do mais, o laboratório disponível durante todo o dia possibilita a realização de aulas diferenciadas, mais ricas", completa.

A vice-diretora da Escola Estadual Padre Antonio Vieira, Ana Maria Galegale, tem a mesma opinião da colega. Na unidade, localizada em Santana, bairro da zona Norte de São Paulo, todos se interessaram pela novidade, que ela julga ter o poder de aumentar a integração dos alunos com a escola.

O programa Acessa Escola vai chegar a todas as escolas estaduais de ensino médio até março de 2010. Isso acontecerá em três fases: até o fim de 2008, estará ativo em 600 unidades da capital. No ano que vem, a mais 4 mil, sendo mil até março (capital, cidades da Grande São Paulo, Campinas e Campo Limpo Paulista) e 3 mil até dezembro (outras cidades da Grande São Paulo e interior). Em 2010, às demais 3.527 instituições de ensino, com 12.242 alunos de 16 anos ou mais, como monitores. Até o momento, 5 mil deles foram selecionados. O contrato de estágio é de até 12 meses, com mínimo de seis, podendo ser prorrogado por mais um ano, a critério do aluno e da escola. Eles cumprem jornada de quatro horas diárias de trabalho, em três turnos diferentes: manhã (das 8 às 12 horas), tarde (12 às 16 horas) e noite (16 às 20 horas). São supervisionados por assistentes pedagógicos das Diretorias de Ensino.

Além de dar assistência aos colegas para uso dos computadores, agendar as atividades e controlar o acesso ao laboratório com carteirinhas distribuídas aos usuários, os estagiários observam o cumprimento de algumas regras, como a proibição de navegação em sites de pornografia, jogos de azar e que contenham conteúdo discriminatório, como de incitação ao racismo, por exemplo.

Com informações da Agência Imprensa Oficial.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top