TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

AMD aposta em datacenter de alto desempenho como seu horizonte de crescimento

Postado em: 06/11/2018, às 23:48 por Claudiney Santos, de São Francisco, EUA.

A AMD apresentou nesta terça-feira, 6, em seu evento Next Horizon, em São Francisco, EUA, suas primeiras linhas de CPUs e GPUs de alto desempenho de 7nm, voltadas para atender a modernização do mercado de infraestrutura de data centers e rodar aplicações como de Inteligência Artificial e Machine Learning, necessárias para trazer mais competitividade às empresas que buscam a transformação digital.

De partida, a AMD já conquistou em importante parceiro: a Amazon Web Services (AWS) anunciou a disponibilidade de três de suas populares famílias de instâncias no Amazon Elastic Compute Cloud (EC2) com processador AMD EPYC.

"Os investimentos plurianuais que fizemos em nossos roteiros de hardware e software de datacenter estão impulsionando a crescente adoção de nossas CPUs e GPUs em clientes de nuvem, corporativos e high process computer – HPC", disse Lisa Su, presidente e CEO da AMD, que apresentou aos participantes do evento o primeiro processador de 7nm. "Estamos bem posicionados para acelerar nosso momento à medida que apresentamos o portfólio mais amplo e poderoso da indústria de CPUs e GPUs de datacenter com a tecnologia de processo 7nm líder do setor nos próximos trimestres". O desenvolvimento do processador Epyc de 7 nm foi anunciado em junho no ano passado, com o objetivo de competir com fabricantes como Intel e Nvidia, num mercado estimado em US$ 29 bilhões em 2021 para CPUs e GPUs voltadas para data centers.

Matt Garman, vice-presidente de Computer Services da AWS, disse que os processadores da AMD criam uma opção diferenciada para os clientes com menor custo de TCO para clientes. Além da AWS, a empresa tem parcerias com outras empresas de serviços nas nuvens, como Microsoft Azure, Oracle, Hivelocity, Dropbox, Packet, Hetzer On Line e as chinesas Baidu e Tencent, estas duas últimas, além da AWS, rodando processadores GPUs.

Atualizações da arquitetura

Combinando uma metodologia de projeto com os benefícios da avançada tecnologia de processo 7nm da TSMC, o "Zen 2" oferece desempenho significativo, consumo de energia e melhorias geracionais de densidade que podem ajudar a reduzir os custos operacionais, a pegada de carbono e os requisitos de resfriamento do data center.

Outros importantes avanços geracionais sobre o núcleo "Zen" incluem aprimoramentos de ponto flutuante, alta taxa de transferência, flexibilidade da criptografia de memória entre outros recursos.

A AMD demostrou novos produtos baseados em 7nm em fase de desenvolvimento, incluindo CPUs AMD EPYC de próxima geração e GPUs AMD Radeon Instinct, e divulgou que suas arquiteturas de núcleo x86 "Zen 3" e "Zen 4" baseadas em 7nm + estão em andamento, projeto batizado de "Milan".

GPUs

David Wang, vice-presidente sênior de engenharia do Radeon Technologies Group da AMD, também anunciou os aceleradores AMD Radeon Instinct  MI60 e MI50, que possuem recursos flexíveis e computação de alto desempenho que expandem os tipos de cargas de trabalho que podem atender aplicativos que rodam em máquinas HPC, como renderização, machine learning e inteligência artificial.

Esses novos aceleradores foram projetados para processar eficientemente cargas de trabalho, como treinamento rápido de redes neurais complexas, fornecimento de níveis mais altos de desempenho de ponto flutuante, maior eficiência e novos recursos para implantações de datacenter e departamentos.

"Combinando desempenho de classe mundial e uma arquitetura flexível com uma plataforma de software robusta e o ecossistema de software aberto ROCm de ponta da indústria, os novos aceleradores AMD Radeon Instinct fornecem os componentes críticos necessários para resolver os desafios mais difíceis da computação em nuvem hoje e no mundo futuro."

A AMD também anunciou uma nova versão da plataforma de software aberto ROCm para computação acelerada que suporta os recursos de arquitetura dos novos aceleradores, incluindo operações de aprendizagem profunda otimizadas (DLOPS) e a tecnologia de interconexão AMD Infinity Fabric Link GPU. Projetado para escala, o ROCm permite que os clientes implantem sistemas de computação heterogêneos de alto desempenho e eficientes em energia em um ambiente aberto.

"O Google acredita que o código aberto é bom para todos", disse Rajat Monga, diretor de engenharia da TensorFlow do Google. "Vimos o quão útil pode ser para a tecnologia de aprendizado de máquina de código aberto, e estamos felizes em ver a AMD abraçando-a. Com a plataforma de software aberto ROCm, os usuários do TensorFlow se beneficiarão da aceleração da GPU e de um ecossistema de aprendizado de máquina de código aberto mais robusto.". Ela também roda os softwares de machine learning, como Caffe2, Pytorch, Paddle Paddle.

*O jornalista viajou a São Francisco a convite da AMD.

RSS
Facebook
Google+
http://tiinside.com.br/tiinside/06/11/2018/amd-aposta-em-datacenter-de-alto-desempenho-como-seu-horizonte-de-crescimento/
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial