TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Estudo vai levantar custos de participação nas licitações federais

Postado em: 07/02/2007, às 22:15 por Redação

O Ministério do Planejamento inicia nesta semana uma pesquisa junto a 26 mil empresas que forneceram bens e produtos ao governo em 2005 e 2006 para descobrir qual o custo de participação dessas empresas nas licitações federais. A intenção é averiguar quanto cada fornecedor gastou no ano passado e quais as modalidades mais baratas e também quais as mais onerosas para as empresas.

Os resultados obtidos servirão para o redesenho dos processos licitatórios. O governo quer saber de que maneira é possível reduzir o custo de participação nas licitações federais e tornar mais ágil os procedimentos. Com custos menores, o ministério acredita que mais empresas entrarão nas concorrências e, por conseqüência, reduzam seus preços. Isso porque o custo administrativo dos fornecedores também acaba embutido nos preços ofertados.

Os pesquisadores já verificaram, por exemplo, que o pregão eletrônico é o mais acessível porque como o processo é mais rápido e ocorre pela internet, as empresas têm um custo menor com pessoal e zero com deslocamento. ?O pregão eletrônico é a modalidade mais barata para o fornecedor participar?, assinalou o pesquisador da Fundação Instituto de Administração (FIA), vinculada à Universidade de São Paulo, Adolpho Pacheco.

Outra vantagem verificada pelos pesquisadores é a possibilidade da empresa que participa das licitações entregar todos os documentos de habilitação da empresa somente no final do processo, o que reduz, entre outras coisas, os gastos com renovação de negativas. A idéia é que somente gastem com esse tipo de exigência as empresas vencedoras de licitações.

O levantamento está sendo coordenado pela Fundação Instituto de Administração (FIA), vinculada à Universidade de São Paulo, que foi contratada pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) para a realização deste trabalho.

O universo de fornecedores que poderão participar da pesquisa corresponde a uma mostra dentre os mais de 250 mil fornecedores cadastrados para vender para os órgãos federais. A pesquisa está sendo encaminhada aos endereços de correio eletrônico e poderá ser respondida integralmente pela internet. As empresas participantes não serão identificadas e os resultados serão encaminhados a todos que responderem aos questionamentos.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top