TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Transição de hardware para software impulsiona receita de fabricantes, diz Gemalto

Postado em: 14/12/2017, às 22:40 por Redação

Ao pesquisar tomadores de decisão de 300 empresas de fabricação de dispositivos em cinco grandes mercados globais, a Gemalto revela que o setor de fabricação de dispositivos está adotando o software, em detrimento do hardware, como modelo de negócio principal. A mudança destaca como o software tem se tornado crucial para os fabricantes de dispositivos, especificamente ao melhorar o desempenho e o crescimento da receita das empresas. E, conforme os usuários finais começam a exigir mais opções e controle dos seus dispositivos e dados, setores inteiros estão sendo forçados a alterar seus modelos e estratégias de negócios para atender seus clientes.

De acordo com o relatório "Como o Software está Alimentando o Renascimento do Hardware" da Gemalto, a maioria (84%) das organizações do setor está mudando o modo como opera. Na verdade, quase quatro em cada 10 (37%) já realizaram uma mudança total para um modelo de negócios centrado no software, um que coloque o software na essência de como a empresa oferece valor e gera receita. A pesquisa também concluiu que 94% dos entrevistados aumentaram seu investimento no desenvolvimento de software nos últimos cinco anos. A Alemanha lidera. Todas (100%) as organizações alemãs questionadas impulsionaram seus serviços baseados em software durante esse período, com a França em segundo lugar (98%) e os EUA (93%) em terceiro.

Vantagens substanciais

Empresas de tecnologia de hardware já estão se colhendo benefícios substanciais – das que mudaram seus modelos, o crescimento médio na receita foi de 11%. Elas esperam um maior crescimento nos próximos cinco anos, com a receita a partir do software projetada para crescer de 15% a 18%.

Além do crescimento da receita, empresas que mudaram para uma venda baseada em software presenciaram outros benefícios. Mais de oito em 10 impulsionaram a diversidade de hardware com recursos de software (86%), implementaram melhorias remotas de recursos (84%) e melhoraram a experiência do cliente (84%). As empresas também relataram que possuem uma estratégia de flexibilidade que lhes permite adaptar-se à mudança do mercado (79%), controlar melhor a proteção contra cópia (76%) e ser mais competitivas no mercado (73%).

Essas mudanças também estão causando um impacto positivo para funcionários. A maioria das empresas realizou um novo treinamento com seus funcionários (64%) e contratou novos (58%), com três em cinco (61%) também revelando que tiveram que ou pretendiam redistribuir funcionários entre diferentes funções.

Oportunidades em IoT

Com as empresas começando a ver o potencial da IoT, os modelos de negócios baseados em software estão gerando vantagens comerciais. Cerca de nove em cada 10 entrevistados (88%) acreditam que a IoT está impulsionando o crescimento do setor e que a própria IoT é uma chance de mudar o modelo de negócios da sua empresa (85%). Habilitar melhorias automatizadas (61%), suporte remoto (57%), coletar análises de uso (54%) e reunir mais informações de clientes e de maior qualidade (53%) são os principais benefícios que as empresas percebem com a habilitação de IoT.

Desafios dos modelos de venda baseados em software

Embora possa trazer vantagens substanciais e novas oportunidades, mudar de um modelo de vendas baseado em hardware para um baseado em software não acontece sem desafios. Quando se trata de viabilidade, quase todas as organizações (96%) que mudaram ou que estão mudando passaram por dificuldades em fazer o trabalho de transição.

Analisando os desafios enfrentados de maneira mais detalhada, um em cada dois (56%) entrevistados informou que precisou contratar uma equipe com diferentes habilidades. Cerca de um em cada três disse que as soluções evoluíram organicamente sem uma estratégia central (36%) e que a administração de novas metodologias de vendas e operacionais com processos herdados desatualizados (34%) ofereceram desafios na transição.

Take over

A empresa também divulgou nesta quinta-feira,14, que recusou a oferta de 4,3 bilhões de euros feita pela Atos.

RSS
Facebook
Google+
http://tiinside.com.br/tiinside/14/12/2017/transicao-de-hardware-para-software-impulsiona-receita-de-fabricantes-diz-gemalto/
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial