TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Domínio ".br" completa 30 anos com mais de 4 milhões de domínios registrados

Postado em: 17/04/2019, às 20:15 por Redação

O domínio ".br" completa 30 anos nesta quinta-feira, 18. Nessas três décadas, o ".br", operado pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), firmou-se como um dos "domínios de topo para código de país" (ccTLD ou country-code Top Level Domain) mais bem-sucedidos do mundo. São mais de 4 milhões de nomes registrados, cobrindo as mais variadas iniciativas conectadas à Internet no Brasil.

O ".br" tinha presença no Brasil antes mesmo da conexão à Internet estar estabelecida no país. No dia 18 de abril de 1989, Jon Postel (IANA), responsável pela atribuição de domínios de topo, delegou o ".br" ao grupo que operava redes acadêmicas à época na Fapesp. Inicialmente o ".br" foi usado para identificar máquinas no ambiente acadêmico, e os registros eram poucos e feitos manualmente. 

Em 1991, com o acesso à Internet já estabelecido no Brasil, foi criada uma estrutura de nomes sob o ".br" contemplando os subdomínios "gov.br", "com.br", "net.br", "org.br" e "mil.br" – respectivamente destinados ao Governo, empresas, organizações sem fins de lucro e forças armadas.

A partir da expansão da Internet no país na área comercial em fins de 1994, o ".br" passou a crescer rapidamente: de 851 domínios registrados em 1995, alcançava mais de 7.500 nomes no mês de dezembro de 1996. O processo passou a ser automatizado e a marca de 1 milhão de domínios foi atingida em 2006, dez anos após.

Evolução

Os 4 milhões de nomes registrados colocam o domínio brasileiro entre os maiores do mundo. Dentre os cerca de 300 domínios de país que existem (ccTLDs), o ".br" é o 7º mais popular. Em sua evolução, o ".br" manteve suas características específicas, como a preservação da semântica das categorias de nomes.

Assim, com a criação de novos subdomínios, passou a ter mais de 120 opções. Há categorias para interesses específicos (como "ong.br", "art.br", "eco.br"), para profissionais liberais ("bio.br", "adm.br", "mus.br", "med.br", "eng.br", entre outros), que identificam cidades (por exemplo, "rio.br", "manaus.br", "cuiaba.br", "floripa.br", "foz.br"), entre outras. No Brasil, 92% das empresas que possuem website usam o domínio ".br", de acordo com a pesquisa TIC Empresas 2017, do CGI.br, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do NIC.br. 

Além da variedade de opções com os mais de 120 subdomínios disponíveis, os 30 anos de experiência mostraram solidez técnica e operacional. O ".br" diferencia-se de outros domínios, inicialmente por ser restrito a indivíduos e empresas no país, e também por adotar recursos de segurança como autenticação em duas etapas (token), resolução de DNS com garantia de segurança e criptografia (DNSSEC).

A resiliência é aumentada com as numerosas cópias de servidores que possui no Brasil, além de manter servidores estrategicamente espalhados pelo mundo (Estados Unidos, Europa e Ásia). O valor praticado pelo registro, além de estar entre os mais baixos internacionalmente, mantem-se estável por longos períodos. 

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial