TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Dell planeja emitir US$ 20 bilhões em títulos de dívida para financiar aquisição da EMC

Postado em: 17/05/2016, às 17:08 por Redação

A Dell vai vender títulos de dívida para ajudar a financiar parte dos US$ 67 bilhões para aquisição da fornecedora de sistemas de armazenamento EMC. A fabricante de PCs planeja emitir US$ 20 bilhões em títulos em até seis partes, de acordo com reportagem do canal de televisão CNBC. Alguns títulos podem ter juros de 6,5%, com prazo de vencimento de três a 30 anos, bem como obrigações de taxa variável de três anos e cinco anos. Anteriormente, o The Wall Street Journal noticiou que a Dell poderia vender pelo menos US$ 16 bilhões em títulos garantidos.

Caso qualquer um dos valores seja confirmado, a oferta se configurará entre as dez maiores emissões de títulos de todos os tempos, atrás apenas da emissão de US$ 46 bilhões feita pela maior cervejaria do mundo, a Anheuser-Busch InBev, em janeiro, segundo a Dealogic. A Dell também se tornará a empresa de tecnologia a pagar as taxas de juros mais altas do mercado, depois que a fabricante de discos rígidos Western Digital e fabricante de chips de memória Micron Technology realizaram ofertas de títulos com taxas de juros semelhantes, em março passado.

A taxa de juros proposta para um prazo de vencimento de dez anos é de 4,75 pontos percentuais acima dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, segundo pessoas familiarizadas com o assunto disseram ao jornal americano. O rendimento médio dos títulos comparativamente com o índice de títulos corporativos com grau de investimento da Barclays estava apenas de 2 pontos percentuais abaixo do Tesouro na sexta-feira, 13.

Analistas disseram que a exigência dos investidores de taxas elevadas de juros para os títulos da Dell se dá por diversas razões, principalmente devido a enorme dívida que a empresa está assumindo e suas perspectivas incertas de longo prazo à medida que a empresa tenta se adaptar à mudança no cenário da indústria de tecnologia.

A favor da Dell, segundo esses analistas, está o fato de o custo de financiamento de dívida para as empresas ter caído consideravelmente nos últimos meses, já que os receios com uma possível recessão da economia global têm diminuído e o Federal Reserv, o banco central americano, assegurou aos investidores que não tem pressa para aumentar as taxas de juros.

Além disso, a oferta de títulos com grau de investimento é bastante popular porque oferece rendimentos mais elevados do que os títulos do governo sem o risco. Uma prova disso é que os investidores despejaram US$ 2,1 bilhões em fundos mútuos de títulos com grau de investimento e fundos negociados em bolsa na semana passada, elevando o acumulado no ano para US$ 36,1 bilhões, na comparação com os US$ 10,5 bilhões obtidos pelos fundos de alto rendimento e os US$ 47,4 bilhões contabilizados pelos fundos de ações, de acordo analistas do Bank of America Merrill Lynch.

Com a venda de ativos e recursos do próprio caixa desde que anunciou sua aquisição da EMC, em outubro do ano passado, a Dell conseguiu reduzir o volume de seus títulos sem garantia de US$ 32,5 bilhões para US$ 9 bilhões. Embora tenha planejado distribuir US$ 8 bilhões de empréstimos "institucionais" para os investidores não bancários, esse número também pode cair ainda mais se a empresa emitir os US$ 20 bilhões em títulos garantidos.

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top