TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Google é acusado de manipulação de resultados de buscas

Postado em: 21/09/2011, às 12:14 por Redação

Três empresas de internet, a Nextag, Yelp e a Expedia, acusam o Google de manipular os resultados das buscas em seu site para dar preferência aos próprios produtos. Em razão dessa denúncia, o site de buscas vem sendo investigado pela Justiça americana. Em uma audiência prévia realizada nesta quarta-feira, 21, em Seattle, representantes das empresas alegaram que o Google tem levado as pessoas que usam seu mecanismo de buscas a sites da própria companhia, rivais das Nextag, Yelp e Expedia. As três empresas oferecem serviço de busca de informação para bens de consumo, negócios locais e companhias áreas.

Uma delas, a Nextag, vai além. O executivo-chefe (CEO), Jeff Katz, acusa o Google de alterar a classificação de resultados da Nextag para que não fiquem acima, na página do site, das buscas pagas ou dela próprias para bens de consumo. Ele afirma que o Google vê sua empresa como uma ameaça e, por isso, apenas permite a mesma de aparecer ao final da página, limitando a exposição de sua marca aos consumidores. Em entrevista ao The Wall Street Journal, Katz afirmou que ”o Google é o site dominante para publicidade digital no mundo, mas a Nextag é proibida de fazer seu marketing”.

Em nota, o Google nega que manipule os resultados em sua ferramenta. A empresa defende que os anúncios que não podem ser usaados são os chamados “Product Listing Ads”, uma forma de anúncio que permite divulgação de produtos com fotos e preços, o que não acontece na proposta da Nextag. Durante a audiência, o Google afirmou que “entende que com o sucesso vem o controle”, dizendo que está à disposição para responder legalmente às questões atribuídas ao seu negócio. A empresa frisou que sua ferramenta de buscas foi construída para servir pessoas, não outros websites.

Katz acrescentou que a Câmara de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês), que está conduzindo uma investigação antitruste sobre o Google, intimou à Nextag a apresentar dados comprovando que a empresa é prejudicada. A FTC também está analisando as reclamações da Yelp e da Expedia de que o Google coloca links para seus serviços no topo da página de resultados quando as pessoas procuram para obter informações sobre empresas locais, empurrando para baixo os links dos concorrentes. Alguns rivais do Google sugeriram aos advogados do órgão que o site de buscas deveria ajudar os consumidores a distinguir entre links próprios, incluindo o Google Places e Google Product Search, para os da busca “natural”, determinadas por algoritmos de acordo com as palavras consultadas.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top