TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Facebook efetua mudanças em sua plataforma em resposta ao Google+

Postado em: 22/09/2011, às 18:06 por Redação

Depois de ver sua liderança ameaçada com o lançamento do Google+, em junho, o Facebook decidiu efetuar várias mudanças em sua plataforma, que foram apresentadas durante uma conferência para desenvolvedores da companhia nesta quinta-feira, 22. Analistas afirmam que as alterações são uma resposta incisiva à chegada do Google nesse mercado. Enquanto o Google+ inovou com a divisão dos contatos em "círculos", para que o usuário possa controlar com quem compartilha informações, a rede social de Mark Zuckerberg aposta no conceito de "linha do tempo" para expor de maneira mais permanente as informações pessoais de cada perfil. No Facebook, os conteúdos compartilhados serão agrupados por ano e ficarão "eternizado em suas páginas pessoais", conforme explicou o CEO da empresa.

Além disso, o Facebook aposta na parceria com empresas para tentar diferenciar a experiência do usuário. No novo Facebook, serviços de música, como o Spotify, e de vídeo, como o Netflix, irão permitir que os usuários visualizem os mesmos conteúdos em tempo real. As mudanças levarão algumas semanas para chegar às contas e nem tudo estará disponível para todos os países.

Ao contrário de pequenas funcionalidades liberadas nos últimos tempos, as mudanças desta vez são muitas e alteram muito o visual da plataforma. Caso as pessoas não recebam bem essas alterações, analistas veem o espaço que faltava para a rede social do Google se consolidar. Isso porque, desde seu lançamento, a empresa tem divulgado que houve uma adesão em massa ao novo site, mas nenhuma prova concreta de suas chances frente ao líder – como atividade dos usuários, por exemplo – foi divulgada.

Hoje, o Facebook calcula que tenha 750 milhões de usuários ativos. O Google+, por sua vez, divulgou em julho que havia ultrapassado a marca de 20 milhões, mas este número pode ser maior porque na última quarta-feira, 21, a rede foi aberta para cadastro de usuários sem a necessidade de convites.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top