TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Mundial investe R$ 6 milhões para troca de ERP da Baan pelo Oracle

Postado em: 25/10/2007, às 18:57 por Redação

A Mundial, resultado da incorporação da Zivi Cutelaria, Hercules Fábrica de Talheres e da Eberle, aproveitou a ampla reestruturação pela qual passou nos últimos cinco anos para modernizar sua área de TI e deverá investir cerca de R$ 6 milhões na implementação da plataforma Oracle. O objetivo é substituir os sistemas até então utilizados pelo sistema de gestão empresarial E-Business Suite, considerado o mais adequado para atender a demanda da empresa, que projeta crescimento da ordem de 10% neste ano. Em 2006, a receita líquida da Mundial atingiu R$ 265,3 milhões.

?Avaliamos que o sistema da Oracle obteve o maior nível de aderência aos nossos processos?, afirma Michael Ceitlin, diretor superintendente da Mundial. ?Sem contar que o sistema é totalmente desenvolvido para a web, aliado à garantia de continuidade da solução e à solidez da Oracle.? ?Temos uma relação de confiança e, agora, vamos implementar um sistema que garantirá o nosso esforço de crescimento sem sobressaltos?, ressalta o executivo.

Como todo projeto de grandes dimensões, a implementação do ERP na Mundial será realizada por etapas, começando pelas unidades de Porto Alegre, Gravataí, Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, e São Paulo. A integração das subsidiárias da empresa nos Estados Unidos, Argentina e na China fazem parte da segunda fase do projeto. ?No início, serão cerca de 300 usuários de diversos setores, para integrar desde as áreas financeira, controladoria e comercial até a gestão da produção, planejamento da demanda e logística?, afirma o coordenador de TI da Mundial, Luciano Nunes.

A empresa substituirá o ERP da Baan, Triton 3.0, já que precisa de uma infra-estrutura de tecnologia que possibilite a padronização das operações nas suas diversas unidades de negócios, de maneira a ter total controle das informações e flexibilidade nos processos. ?Temos um sistema de mudança evolutiva ininterrupto, por meio do qual a empresa sempre reavalia seus conceitos referentes a mercados, produtos, processos e pessoas?, diz Ceitlin.

A expectativa é que o sistema de gestão atenda às exigências do mercado competitivo em que a empresa atua. A integração dos processos, segundo ele, permitirá padronizar o fluxo das informações, enquanto a automação eliminará o retrabalho. Para Nunes, em uma empresa desse porte é fundamental garantir a exatidão das informações que devem estar disponíveis online para que os executivos possam rapidamente definir os novos rumos do negócio.

O projeto realizado em parceria com a Aporte empresa especializada no estudo, definição, desenvolvimento, implantação e treinamento em gestão Empresarial e tecnologia da Informação, prevê a instalação dos módulos financeiro, manufatura discreta, gerenciamento de custos, de pedidos e de compras, portal de compras (B2B) para relacionamento com seus fornecedores, entre outros.

A previsão é a de que o sistema entre em operação em janeiro de 2009. ?O ERP rodará em plataforma Risc, com sistema operacional AIX e banco de dados Oracle. Na segunda etapa do projeto, estamos prevendo a implementação do CRM, sistema para gerenciar o relacionamento com os clientes?, declara Nunes.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top