TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Detran-PA usa tecnologia analítica no combate a fraudes

Postado em: 28/11/2018, às 16:37 por Redação

Para garantir maior eficiência em sua gestão operacional, reduzir os casos de fraudes, melhorar o atendimento ao público e dar maior apoio nas decisões gerenciais, o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA), de forma pioneira, passou a fazer uso da tecnologia de inteligência analítica na execução de seus processos.

O objetivo é desempenhar um papel mais efetivo em sua atuação e que possa contribuir para a educação nas ruas – com foco na redução do número de acidentes -, bem como a obtenção de melhorias na segurança pública e na qualidade de vida da população.

Para isso, foi adotado um pacote de soluções analíticas do SAS, empresa global especializada em software e serviços de análise de dados. As tecnologias são usadas prioritariamente no trabalho de identificação, prevenção e combate a fraudes externas e internas, uma das principais bandeiras da gestão do órgão.

Necessidade de automação

"Já vínhamos fazendo esse trabalho há alguns anos, mas o volume de ocorrências e denúncias, somado ao excesso de processos manuais durante o levantamento e averiguação de informações, demandavam uma quantidade de tempo considerável. A partir daí, enxergamos a necessidade de aquisição de ferramentas que pudessem garantir não apenas a automação dos processos, mas também uma atuação mais eficaz na prevenção e no combate às fraudes", explica a diretora-geral do Detran-PA, Andréa Hass.

A partir dessa análise, foi feita uma licitação em 2015, por meio da qual seria definida a solução a ser adquirida para dar início à realização dos trabalhos. A escolha pelo SAS ocorreu com o apoio da Maxtera, parceira da empresa nesse tipo de comercialização.

O projeto teve início em agosto de 2017 e, para aumentar sua eficácia, foram feitas diversas parcerias e termos de cooperação técnica para que o órgão pudesse ter acesso às informações das entidades ligadas à segurança pública do Estado e da Procuradoria Geral e compará-los com sua própria base.

"Esse fase foi o principal desafio, mas o enriquecimento de informações por meio dos convênios foi vital para o sucesso de todo o trabalho, dando maior apoio nas análises cruzadas", explica Camilo Prates, gerente de Projetos da CDS, empresa parceira do SAS no desenvolvimento e implantação do projeto.

No Detran-PA, essas informações integram três grandes bancos de dados: Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach), Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf) e Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam). No futuro, esse acordo poderá ser ampliado para outras parcerias, incluindo Receita Federal, INSS, cartórios e Junta Comercial.

O problema das fraudes

As ocorrências de fraudes mais comuns referem-se aos processos burocráticos vinculados à emissão de documentos como a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o Certificado de Registro do Veículo (CRV), em que o cidadão deixava de concluir algumas exigências, como a presença em todas as aulas teóricas ou práticas ou a realização de determinado exame médico. Uma vez praticada a fraude, documentos emitidos fora dos trâmites legais podem ser usados para os mais diversos crimes.

"Havendo a fraude, nada impede que um carro roubado seja licenciado como qualquer outro em situação normal, por exemplo. Boa parte da logística do crime organizado se dá pelo trânsito, tanto em duas quanto em quatro rodas. Daí a importância do uso das ferramentas analíticas do SAS, pois nos permite verificar, por meio do cruzamento de informações, se o processo foi todo feito da maneira correta ou não", explica a diretora comercial do SAS Brasil, Vandi Rocha.

Benefícios e próximos passos

Além do combate às fraudes e da eficiência na gestão de processos, o Detran-PA vem contribuindo para a obtenção de melhorias na segurança pública do Estado. Com a identificação de qualquer indício de licenciamento ou emissão de documentos fraudulenta, menor é a possibilidade de que um carro ou um motorista em situação irregular fique circulando pelas ruas. Com isso, diminuem os acidentes ou quaisquer outros prejuízos que eles possam causar à sociedade, melhorando a qualidade de vida da sociedade.

O projeto encontra-se em fase inicial de execução, mas alguns ganhos já podem ser percebidos por meio dos esforços que a equipe de tecnologia tem direcionado para tornar os sistemas de combate às fraudes mais seguros e garantir maior transparência, uma exigência dos cidadãos no contexto atual. Além disso, o órgão passou a gerenciar melhor o direcionamento de ações públicas nas áreas mais necessitadas, ao alocar recursos humanos e materiais com maior eficiência, tendo a melhoria no trânsito como foco.

O Detran-PA pretende, ainda, municiar a segurança pública do Estado com mais informações, fornecendo a experiência adquirida com o uso da inteligência analítica, entre outras tecnologias presentes no órgão. Para isso, a ideia é ousar mais, adquirindo novas ferramentas analíticas que possam melhorar o projeto, com técnicas de mineração de texto e de investigação.

"Antes de tudo, o projeto tem como principal meta garantir que vidas sejam preservadas no trânsito. Uma pessoa que se salva, um acidente que deixou de acontecer, um pai ou mãe que não sofreu sequelas em um acidente ou um criminoso que for preso em decorrência de uma tomada mais precisa de decisões, por exemplo, é o que faz nosso trabalho valer a pena", conclui Andréa Hass.

RSS
Facebook
Google+
http://tiinside.com.br/tiinside/28/11/2018/detran-pa-usa-tecnologia-analitica-no-combate-a-fraudes/
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial