TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Hackers roubam bitcoins de operadora chinesa avaliadas em mais de US$ 70 milhões

Postado em: 03/08/2016, às 15:47 por Redação

A operadora de moedas virtuais Bitfinex, de Hong Kong, uma das quatro maiores corretoras de câmbio de bitcoin do mundo, com escritórios na Europa e nos Estados Unidos, admitiu nesta quarta-feira, 3, que uma falha de segurança em suas plataformas permitiu o roubo de 119.756 moedas bitcoin, avaliadas em cerca de US$ 72 milhões.

Em comunicado em seu site, a Bitfinex disse que a descoberta da brecha em seus sistemas a obrigou a suspender as transações com bitcoins — operações de câmbio, depósitos e saques — na terça-feira, 2, e congelar os depósitos de seus clientes. "Estamos investigando a falha para determinar o que ocorreu, mas sabemos que alguns de nossos clientes tiveram suas bitcoins roubadas", ressaltou a empresa.

A divulgação do hacking fez com que o valor da moeda digital chegasse a despencar cerca de 20% nesta quarta-feira em Hong Kong, para US$ 540 por bitcoin, embora tenha recuperado cerca de metade da perda no início da tarde. Antes do roubo se tornar público, o bitcoin vinha sendo negociado a US$ 650 ao longo da última semana — daí a estimativa de perda total de cerca de US$ 72 milhões. Mas nesta quarta-feira a moeda teve forte desvalorização, o que levou o cálculo a ser revisto para US$ 65 milhões.

A Bitfinex ressaltou, porém, que quaisquer acordos pendentes com os clientes afetados serão feitos com base no preço antes do hacking. "À medida que somos responsáveis pelas perdas dos clientes, individualmente, talvez seja necessário obtermos um financiamento para liquidar as posições em aberto", disse a Bitfinex no post.

No comunicado, a empresa disse ainda que o roubo foi denunciado às autoridades, com as quais está cooperando, A Bitfinex afirmou também que outras moedas virtuais não vinculadas à bitcoin não foram afetadas, e que estão sendo avaliadas várias opções para fazer frente às perdas dos usuários.

A moeda virtual, desenvolvida em 2009 por Satoshi Nakamoto (sua identidade real ainda não foi revelada), perdeu desde 29 de julho 21% de seu valor em relação ao dólar, mas isso não está relacionado com o roubo.

Brechas de segurança como a da Bitfinex têm levantado dúvidas sobre a viabilidade da moeda bitcoin.

O ataque se assemelha ao perpetrado no começo de 2014 contra o Mt. Gox, o maior e mais conhecido banco de bitcoins do mundo, com sede em Tóquio, em que centenas de milhares de bitcoins foram roubadas, em um assalto que especialistas e autoridades policiais ainda estão tentando desvendar. Em junho passado, um hacker roubou mais de US$ 50 milhões de ether, outra moeda digital, a partir de um projeto de moeda experimental chamado Organização Autônoma Descentralizada.

O jornal South China Morning Post informou nesta quarta-feira que hackers responsáveis pelo furto poderiam ter se aproveitado do fechamento dos mercados financeiros de Hong Kong na terça-feira devido ao tufão Nida para encontrar uma brecha e ter acesso aos depósitos virtuais. Com agências de notícias internacionais.

RSS
Facebook
Google+
http://tiinside.com.br/tiinside/home/internet/03/08/2016/hackers-roubam-bitcoins-de-operadora-chinesa-avaliadas-em-cerca-de-us-70-milhoes/
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial