TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Governo chinês investiga empresas de rede sociais

Postado em: 11/08/2017, às 19:21 por Redação

Algumas das maiores empresas de tecnologia da China estão em dificuldade com o órgão regulador da internet naquele país sobre a atividade em suas plataformas de redes sociais. A Administração do Ciberespaço da China disse que está investigando a Tencent, proprietária do maior aplicativo de mensagens, We Chat; Baidu, o principal motor de busca chinês; e Weibo, o principal serviço de microblog tipo Twitter.

As ações da Tencent, uma empresa de US$ 380 bilhões, caíram quase 5% em Hong Kong após o anúncio nesta sexta-feira. 11 Baidu e Weibo estão listados nos EUA

O regulador chinês emitiu um comunicado, dizendo que acredita que os usuários de Weibo, WeChat, Baidu "espalham informações de violência e terrorismo, rumores falsos, pornografia e outras informações que prejudiquem a segurança nacional, segurança pública e ordem social".

Isso significa que as empresas são suspeitas de violar as rígidas regras de segurança cibernética do país. "Eles não cumpriram deveres para gerenciar informações ilegais carregadas por seus usuários", diz o comunicado.

Enquanto grandes plataformas de redes sociais americanas como Facebook e Twitter estão fora do enorme mercado da China, que executa uma enorme vigilância de filtros de internet chamada de Grande Firewall, que ele usa para censurar o conteúdo que considera prejudicial.

Os censores também agem agressivamente quando os usuários compartilham nas redes sociais, bloqueando e excluindo postagens que mencionam termos sensíveis. As pessoas que atravessam a linha podem enfrentar a suspensão de suas contas ou mesmo a prisão.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top