TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Como os consumidores podem se proteger das fraudes e ter segurança na compra durante da Black Friday?

Postado em: 21/11/2017, às 20:01 por Tom Canabarro

Estamos às vésperas do evento mais importante do e-commerce brasileiro: a Black Friday, uma excelente oportunidade para adquirir os produtos que se deseja, a um preço geralmente muito abaixo do comum. O consumidor deve, sim, aproveitar a data, mas sem abrir mão de um cuidado crucial para não cair nas mãos de pessoas mal-intencionadas, que se aproveitam para aplicar um golpe bastante conhecido: a criação de lojas de fachada.

Nesta época do ano, alguns sites são colocados no ar com ofertas aparentemente irrecusáveis, envolvendo produtos muito cobiçados – como smartphones, notebooks e eletrônicos em geral, por exemplo. Muitas destas lojas se assemelham muito a importantes e-commerces brasileiros, e a princípio não levantam suspeita. A princípio.

Entretanto, um consumidor que se sinta tentado por esta promoção imperdível corre o risco de realizar o pagamento do pedido – normalmente por transferência ou boleto bancário – e jamais receber o produto desejado. Nos últimos anos, inclusive, foram noticiados casos de clientes que recebiam tijolos pelos correios em vez de um smartphone. E não haviam como denunciar o golpe – no momento da entrega, o site falso inclusive já havia sido retirado do ar.

Por outro lado, basta seguir algumas orientações muito simples para saber se um site é de fato confiável para a realização de uma compra importante ou se apenas uma armadilha criada por criminosos.

A primeira – e mais básica – é consultar a reputação deste e-commerce sites como o Reclame Aqui ou procurar comentários sobre ele nas redes sociais – principalmente Facebook. E-commerces que não tenham uma boa reputação no Reclame Aqui devem ser evitados – ou aqueles também que tenham anúncios em redes sociais recheados de erros de português.

Outro fator importantíssimo para checar a fiabilidade de um e-commerce é conferir quais são as formas de pagamento que aquele site aceita. Se uma página não aceita pagamentos por cartão de crédito, atenção: o risco aumenta muito!

O cliente não precisa necessariamente escolher pagar por cartão de crédito, mas o fato de esta forma de pagamento não estar disponível conta muito contra a loja. Isso porque o empreendedor deve apresentar uma extensa documentação para receber o aval de receber pagamentos por cartão – algo que não acontece com o boleto, por exemplo.

Ainda há outro fator importantíssimo para o cliente a respeito do cartão de crédito, que, por contrato, sempre protege o portador em pagamentos realizados on-line. No caso de uma loja de fachada ou na utilização indevida do plástico para compras fraudulentas, o cliente tem o direito de realizar o cancelamento daquela transação e solicitar o estorno.

O mesmo não acontece com o boleto: bancos e instituições financeiras não costumam se responsabilizar no caso de pagamentos de títulos, sejam eles fraudulentos ou direcionados a contas de laranjas. Se, mesmo assim, o consumidor preferir esta foram de pagamento, é necessário checar atentamente todos os dados que constam naquele carnê.

Comprar pela internet tem se tornado cada vez mais seguro e vantajoso para o consumidor brasileiro. O cliente não pode perder a oportunidade de aproveitar as promoções da Black Friday, mas é preciso ter o mínimo de atenção para não cair em ciladas e enfrentar uma forte dor de cabeça nas semanas seguintes.

Tom Canabarro, co-fundador da Konduto.

Tags: , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top