TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

8 benefícios da IoT para o setor farmacêutico

Postado em: 13/08/2018, às 18:48 por Reginaldo Back

O controle do armazenamento de medicamentos é um dos principais pontos de atenção do setor farmacêutico. Condições inadequadas podem incorrer na perda dos produtos, gerando não apenas prejuízo, mas também riscos de punição por órgãos reguladores, como a Anvisa.

Nesta gestão, a temperatura dos termolábeis – medicamentos que exigem resfriamento –, bem como o controle de umidade, luminosidade, manuseio e ventilação são fundamentais. A Internet das Coisas (IoT) surge como um grande aliado no controle destes itens, ajudando a minimizar perdas, riscos de compliance e, por fim, problemas na área da saúde.

A temperatura é a responsável direta pelo maior número de alterações e/ou deteriorações nos medicamentos. Problemas desta natureza ocorrem em cerca de 40% dos casos, comprometendo a qualidade do produto e causando possíveis riscos à saúde. Medicamentos abaixo ou acima da temperatura adequada aceleram reações químicas indesejadas e a decomposição dos produtos, alterando sua eficácia.

O uso de sensores de IoT, bem como de inovações disruptivas, como Machine  Learning e soluções em Cloud Computing, trazem inúmeros benefícios ao controle do armazenamento de medicamentos para farmácias e outras organizações que fazem parte da indústria médica. Confira a seguir as principais vantagens:

  1. Redução das quebras de frios – A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que aproximadamente 50% das vacinas produzidas em todo o mundo alcançam seu destino deterioradas, isso graças à quebra da cadeia de frio. Mitigar a questão é resolver metade do problema.
  1. Diminuição dos riscos junto à Vigilância Sanitária – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) propõe regras que devem ser seguidas à risca pelos agentes da cadeia fria dos medicamentos. Com o não cumprimento das Boas Práticas, as organizações e estabelecimentos podem sofrer sanções, o que inclui o fechamento de instalações que não atendem as orientações indicadas.
  1. Melhoria na eficiência operacional – A IoT conecta os equipamentos, máquinas, objetos, sistemas, dados e pessoas, integrando todos em uma rede, com o objetivo de aperfeiçoar e acelerar serviços e atividades, proporcionando velocidade na realização de tarefas, confiabilidade, agilidade na troca de informações, maior conhecimento do processo, capacidade de execução de tarefas complexas, substituição de metodologias manuais, segurança, aumento da produtividade, diminuição de custos e ofertade produtos mais baratos.
  1. Monitoramento e acionamento 24h por dia – A IoT na cadeia do frio auxilia a mitigar perdas e manter a qualidade dos produtos por meio do monitoramento remoto, 24 horas por dia, com envio instantâneo de alertas em casos de não conformidade, além de controle não presencial de abertura de portas.
  1. Acesso remoto – A computação em nuvem viabiliza o acesso dos usuários a dados, aplicativos e serviços pela Internet, eliminando altos custos com infraestrutura própria e proporciona aos usuários a capacidade de trabalhar de qualquer lugar.
  1. Ausência da necessidade de integração de sistemas legados – A  integração dos sistemas legados com aplicações em nuvem é uma questão que costuma barrar o desenvolvimento tecnológico, já que poucas empresas querem abrir mão de produtos e soluções caras, adquiridas em um passado recente. Desta forma, a ausência deste tema é além de um motivador para a adoção de soluções tecnológicas por empresas farmacêuticas, um fator decisivo n escolha de uma das muitas soluções disponíveis no mercado.
  1. Equipe terceirizada – a adoção da tecnologia IoT em nuvem por terceiros oferece flexibilidade, pagamento por uso, disponibilidade do sistema 24 horas por dia, sete dias por semana, acesso de qualquer dispositivo, simplificação do gerenciamento de TI, aumento da vantagem competitiva e aceleração da inovação.
  1. Aplicação multiplataforma – Basta que o dispositivo tenha uma conexão com a Internet para que o usuário habilitado possa acessar o serviço em seu laptop, tablet, smartphone ou computador desktop. A cloud computing democratiza as aplicações corporativas, permitindo total controle/monitoramento de equipamentos e processos.

O armazenamento é uma etapa importante do ciclo da cadeia farmacêutica, onde o foco é garantir a qualidade dos medicamentos com uma estocagem adequada. A boa conservação dos medicamentos gera credibilidade das empresas farmacêuticas com seu consumidor final. Neste mesmo sentido, pode ser um  aspecto decisivo para o sucesso do negócio, já que um erro de armazenagem  pode causar sérios danos para a vida de pacientes e estragos irreparáveis na reputação da organização.

Reginaldo Back, diretor da SinapseTech.

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top