TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Direitos esportivos vão impulsionar receitas de conteúdo digital

Postado em: 20/03/2019, às 21:10 por Redação

Estudo da Juniper Research revelou que gastos de consumo global em conteúdo digital chegará a US$ 250 bilhões em 2019, um aumento de US$ 23 milhões ano-a-ano.  

A pesquisa descobriu que os serviços de SVoD (Subscription Video on Demand) serão um dos principais impulsionadores do crescimento, já que os principais players, incluindo Amazon, Facebook e Twitter, adquiriram direitos esportivos nos últimos anos. O alcance mundial e os números significativos de assinantes desses jogadores os posicionam como parceiros efetivos para torneios esportivos e ligas com o objetivo de aumentar a audiência.  

A nova pesquisa, Modelos de Negócios de Conteúdo Digital: OTT e Estratégias de Operadores 2019-2023, prevê que, em 2019, o vídeo terá o maior crescimento ano a ano em receitas de conteúdo digital, chegando a estimados US$ 94 bilhões, e representando 45% do crescimento da receita anual global. Outros setores que lideram o crescimento das receitas incrementais líquidas em 2019 serão:

Jogos: 36%

Estilo de vida: 8%

ePublishing: 5%

A pesquisa descobriu que o crescimento em vídeo será impulsionado pelo gasto contínuo de conteúdo de players de OTT, como Netflix, Amazon e Apple, cujos orçamentos foram de US$ 8 bilhões, US$ 5 bilhões e US$ 1 bilhão, respectivamente, em 2018.

Enquanto isso, os jogos gerarão as maiores receitas de conteúdo digital. de todas as categorias para chegar a US$ 99 bilhões em 2019. Elson Sutanto, autor da pesquisa, explicou: "As receitas de jogos serão 40% do total de conteúdo em 2019, inalterado em relação a 2018, já que a popularidade de assistir eSports online continua forte em todo o mundo".

Amazon Targets Premier League Sports

O relatório também destacou a aquisição pela Amazon de um pequeno pacote de direitos na Premier League do futebol inglês. Argumentou que a Amazon usaria essencialmente o pacote para testar o mercado em busca de lances maiores e potencialmente exclusivos no futuro tanto na Europa quanto nos EUA, medindo o nível de audiência entre seus membros Prime e não Prime.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial