TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Estudo da IBM mostra os desafios da transformação da indústria automotiva

Postado em: 16/01/2015, às 13:14 por Redação

Durante o Automotive News World Congress, que aconteceu essa semana em Detroit (EUA) a IBM revelou os resultados do seu novo "Automotive 2025 – Estudo Global", delineando os desafios e mudanças disruptivas que estão rompendo as fronteiras do ecossistema automotivo. O estudo prevê que, enquanto a indústria automobilística vai oferecer uma maior experiência de condução personalizada em 2025, os veículos totalmente autônomos ou de condução parcialmente automatizada não vão ser tão comuns como alguns pensam.

O Estudo é baseado em entrevistas com 175 executivos de montadoras, fornecedores e outros líderes do pensamento em 21 países, detalhando as expectativas dos clientes, estratégias de crescimento, necessidades de mobilidade, ecossistema e outros temas que moldam a direção da indústria.

"Ao mesmo tempo que a indústria automobilística está ressurgindo nos últimos anos, a nova identidade indústria que está emergindo é mais aberta, inclusiva e sem fronteiras. Esta transformação pode resultar em benefícios que não foram vistos desde que foi criada a linha de montagem automatizada ", disse Alexander Scheidt, líder global da indústria automotiva da IBM Global Business Services. "Em 2025, a indústria vai não só recriar nossas vidas altamente personalizadas e digitalizadas dentro de nossos carros, mas também dará aos consumidores um papel mais importante na definição dessa experiência, seja como condutores ou passageiros."

Os consumidores de hoje estão mais empenhados do que nunca. Eles desejam tanto engajamento digital como uma experiência de condução melhorada combinada. O relatório indica que os consumidores não só querem dirigir carros; eles querem a oportunidade de inovar e co-criá-los, juntamente com serviços relacionados, tais como infotainment.

A IBM identificou nove influenciadores externos, como as economias, mercados, regulamentações governamentais e sustentabilidade que também afetam outras indústrias. O relatório também indica que 63% dos executivos entrevistados acreditam que serviços de compartilhamento de carro será a área para maior colaboração com os consumidores.

Em 2025, o veículo será sofisticado o suficiente para configurar-se a um motorista e a outros ocupantes. Além disso, ele será capaz de aprender, conduzir e socializar com outros veículos e seu ambiente circundante. Quase 80% dos executivos acreditam que no veículo tecnologias cognitivas serão componentes-chave de como veículos irão aprender e a razão para proporcionar melhor experiência para os ocupantes e otimizar seu próprio desempenho.

Cinquenta e sete por cento acreditam veículos "redes sociais" vão se comunicar uns com os outros, permitindo compartilhar não apenas o tráfego ou as condições meteorológicas, mas informações específicas a um determinado fabricante de automóveis. Por exemplo, se um veículo está passando por algum tipo de problema não é reconhecido antes, poderia se comunicar com outros veículos da mesma marca para procurar ajuda sobre o qual problema poderia ser.

Em contraste com as crenças comuns, o relatório também ressalta considerável ceticismo sobre veículos totalmente autônomos (sem motorista). Apenas 8% dos executivos acreditam que ele se tornará comum em 2025. 87% dos participantes consideram condução parcialmente automatizada como uma expansão do atual auto-estacionamento.

No geral, o estudo traça um quadro muito claro: o crescimento da indústria virá da entrega de valor adicional ao invés de apenas vender mais veículos. E mesmo que um terço dos inquiridos sintam que eles serão capazes de se adaptar aos desafios que isso implica, apenas um em cada cinco sente que está preparado agora.

As necessidades futuras do estudo enfatiza que indústria automotiva rígida do século passado deve rapidamente se transformar em um ecossistema aberto, colaborativo e cheio de soluções inovadoras:

*73% dos executivos de OEM avaliam alternativas econômicas para a propriedade de veículos compartilhados, como uma área significativa para a co-criação com os consumidores;

*73% de todos os executivos classificaram a colaboração com outras indústrias como a melhor oportunidade para o crescimento da indústria automotiva à medida que progride em direção a 2025;

*75% de todos os executivos esperam que parcerias não tradicionais da indústria tenham papel fundamental no ecossistema automotivo até 2025

"Olhando para 2025, o novo ecossistema irá criar desafios e as oportunidades para a indústria nunca enfrentados antes; a empresa que tem abertura irá definir o cenário para o sucesso a longo prazo e liderança na indústria", disse Scheidt.

Tags: , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top