Publicidade
Início Notícias Negócios Accenture anuncia intenção de adquirir empresa brasileira de robótica Pollux,

Accenture anuncia intenção de adquirir empresa brasileira de robótica Pollux,

0
Publicidade

A Accenture anuncia a intenção de adquirir a Pollux, empresa provedora de soluções de automação robótica industrial com sede em Joinville (SC). Quando completa, a aquisição fortalecerá a divisão Industry X da Accenture, dedicada a tornar atividades fabris e cadeias de fornecimento mais produtivas, seguras e sustentáveis, especialmente para fábricas dos segmentos de bens de consumo, farmacêutico e automotivo.

A Pollux é especializada no fornecimento de soluções para otimizar processos de fabricação e logística. A empresa projeta, cria e implementa linhas de montagem totalmente funcionais, incluindo robôs e outros equipamentos, além do software responsável por controlar esse processo. A empresa também oferece soluções de processamento de imagens com Inteligência Artificial, soluções de IIOT (Internet das Coisas para Manufatura), robôs como serviço (RaaS), robôs móveis autônomos (AMR) para o chão de fábrica e armazéns.

Desde sua fundação em 1996, a Pollux já implementou mais de mil projetos para empresas de manufatura localizadas principalmente no Brasil. Líderes globais dos setores farmacêuticos e de alimentos que produzem no País usam tecnologia implementada pela Pollux. Além disso, produtores de veículos no Brasil também têm embarcadas soluções de fabricação da Pollux.

Trata-se da primeira aquisição de um provedor de soluções de robótica industrial pela Accenture. A empresa tem operações no Brasil, Canadá, Equador, México e EUA. Quase 300 profissionais se juntarão à divisão Industry X, o que reforçará suas capacidades em produção digital, operações e cadeia de suprimentos.

De acordo com Nigel Stacey, líder global da Accenture Industry X, a automatização e a colaboração de homem + máquina estão transformando os processos de fabricação e de supply chain para as empresas atenderem melhor as demandas em constante mudança dos clientes, com foco em operações mais seguras, produtivas, resilientes e sustentáveis. “Ver esses benefícios na prática e de forma tangível exige uma verdadeira integração da tecnologia da informação e da tecnologia de operações, que é o que a Pollux nos permitirá oferecer aos nossos clientes de manufatura”, explica Stacey.

Segundo Renato Improta, líder da Accenture Industry X na América Latina, a expertise e a experiência da Pollux em robótica e em soluções de automação se somarão na Accenture às habilidades de consultoria de indústria e TI industrial e às capacidades de inteligência aplicada. “Essa combinação permitirá o fornecimento de soluções para orquestração de cadeia de suprimentos e de operações em tempo real com funções de manufatura flexíveis para nossos clientes”, diz Improta.

José Rizzo Hahn Filho, CEO e fundador da Pollux, considera que a aquisição pela Accenture marca uma nova etapa, levando a transformação completa de processos de manufatura e logística para novos clientes, além dos que já são atendidos. “Combinando inovações em TI com automação industrial, vamos criar modelos de negócio poderosos, nos quais a decisão de compra de um consumidor em sua casa determina o próximo movimento de um robô a milhares de quilômetros, por exemplo”, complementa Rizzo.

A intenção de aquisição da Pollux é o movimento mais recente que a Accenture realiza para fortalecer suas capacidades digitais de manufatura, operações e de supply chain. Outras aquisições em Industry X incluem empresas como a consultoria em operações industriais Myrtle (EUA), a consultoria em tecnologia SALT Solutions (Alemanha), a PLM Systems (Itália), a Callisto Integration (Canadá), a Silveo (França), e a Enterprise System Partners (Irlanda).

No Brasil, a Accenture recentemente adquiriu a empresa de segurança da informação Real Protect e a especialista em operações em nuvem Organize Cloud Labs. A conclusão do processo de aquisição está sujeita às regras do mercado. As condições financeiras da transação não são divulgadas.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile