Vendas do Apple Watch nos EUA ficam abaixo do esperado, indica sondagem

0
9

A demanda pelo Apple Watch, o relógio inteligente da Apple, teve uma queda acentuada em relação às projeções iniciais, de acordo com levantamento da Pacific Crest feito através de visitas a lojas, volume de buscas no Google, dados de terceiros e relatórios recentes sobre o nível dos estoques. Contudo, a empresa de pesquisas avalia que a forte demanda inicial deve fazer com que a Apple supere a estimativa de vendas de 5,5 milhões de unidades até o fim do terceiro trimestre do ano fiscal de 2015, que termina no próximo dia 21.

Além disso, a Pacific Crest acredita que o lançamento em nível global do Apple Watch deve contribuir para um volume de vendas relativamente forte no quarto trimestre fiscal. De todo modo, a consultoria reviu para baixo a estimativa inicial de vendas para todo o exercício fiscal de 2015, de 11 milhões de unidades para 10,5 milhões de relógios.

"Diante desse cenário, parece razoável prever que o volume de vendas no ano fiscal de 2016 da Apple fique significativamente abaixo das nossas estimativas anteriores. Como resultado, estamos reduzindo também a projeção de vendas de 24 milhões de unidades para 21 milhões de aparelhos", disse Andy Hargreaves, analista da Pacific Crest, ao site Business Insider.

De acordo com Hargreaves, o Google Trends mostrou que as pessoas estavam mais interessadas no iPod do que no Apple Watch. "O que não é um bom sinal, porque o iPod está morto, e o Apple Watch é tido como o próximo produto principal da Apple", ressaltou.

Hargreaves não é o único analista a presentir uma certa fraqueza do Apple Watch. Neil Cybart da Above Avalon avalia que o relógio inteligente não deve ser um grande produto, pelo menos não imediatamente. "Pode levar anos, antes que ele realmente comece a decolar no mercado", diz.

Ele ressaltou que quando o CEO da Apple, Tim Cook, anunciou o relógio, observou que os jovens não usam relógios. "Falando em uma conferência de tecnologia ele disse: 'Se tivéssemos uma sala cheia de jovens, com idades entre 10 e 20 anos, e pedíssemos para que levantassem o braço aqueles que tivessem um relógio, eu não tenho certeza de que alguém iria levantar'."

Deixe seu comentário