BNDES libera R$ 45 milhões em financiamento a empresas dentro do programa Prosoft

0

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 41,1 milhões à Locaweb, empresa de serviços de internet e hospedagem de sites. A operação faz parte do Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (BNDES Prosoft) e corresponde a 84% do valor total do projeto, que contempla investimentos em infraestrutura, marketing, comercialização e pesquisa e desenvolvimento, com ênfase em cloud computing.

Os recursos permitirão expandir a capacidade operacional da companhia, principalmente no data center da sede, em São Paulo, possibilitando que sua capacidade atual seja aumentada em pelo menos três vezes. O projeto contempla obras civis, adequação às normas de sustentabilidade, adequação da rede elétrica e do sistema de proteção contra desligamentos, implantação de sistemas de refrigeração e segurança e aquisição de móveis e computadores portáteis.

Em comunicado, o BNDES informa ainda que serão reforçadas as funcionalidades de redundância dos principais sistemas da Locaweb, diminuindo o risco de interrupção por falhas. Também está prevista a ampliação da área destinada às equipes de atendimento, suporte e desenvolvimento.

Até agosto de 2014, a Locaweb estima a geração de 156 novos empregos, o que representa um crescimento de 21% em relação ao quadro de funcionários em janeiro do ano passado.

Mais investimentos

Outra empresa beneficiada pelo programa BNDES Prosoft foi a Consinco, fornecedora de software de gestão empresarial para varejistas, atacadistas e distribuidores. A companhia anunciou nesta quinta-feira, 1º, que finalizou o processo de captação de R$ 4,1 milhões junto ao BNDES, aporte que havia sido divulgado pela empresa no início de julho. O recurso, obtido com o auxílio do Núcleo Softex Campinas, será utilizado para alavancar o crescimento dos negócios da empresa e expandir o mercado de atuação. 

O programa de investimentos da Consinco, que além dos recursos obtidos junto ao BNDES, inclui ainda R$ 2,3 milhões em recursos próprios, totalizando R$ 6,4 milhões, contempla três frentes: infraestrutura, marketing e vendas, e atualização tecnológica da plataforma Acrux, principal produto da empresa.

Em infraestrutura, serão feitos investimentos na ampliação do espaço físico da sede da empresa e na ampliação do parque de TI. Já os investimentos em tecnologia permitirão à empresa disponibilizar novos módulos em seu ERP, suportando o processamento via web e também a utilização de dispositivos móveis para algumas funções do produto. Na área de marketing e vendas, os recursos serão utilizados para a participação de feiras e eventos, na ampliação da equipe comercial e na possível criação de um programa de desenvolvimento de canais, para revenda das soluções da Consinco.

Deixe seu comentário