CEO da Tesla, Elon Musk, prevê que Apple entrará no mercado de veículos elétricos já em 2020

0
2

O CEO da Tesla Motors e da SpaceX, Elon Musk, disse que considera a Apple provável concorrente direta no mercado de veículos elétricos já em 2020. "Apple vai provavelmente fazer um bom carro e será bem-sucedido", disse Musk durante uma conferência na quarta-feira, 1°. "Ela deveria ter embarcado em um projeto [de carro] mais cedo."

O The Wall Street Journal informou no ano passado que a Apple estava desenvolvendo um carro elétrico e tinha programado a data de lançamento para 2019. A empresa, no entanto, não confirmou que está trabalhando em um carro elétrico. "É muito bom [a Apple estar] fazendo isso, e eu espero que dê certo", disse Musk, ao observar que o mercado é grande o suficiente para vários concorrentes.

Musk disse que espera competir com fabricantes de automóveis tradicionais no mercado de veículos elétricos, e citou que a Alphabet, holding do Google, deveria licenciar a sua tecnologia para outras montadoras. Os executivos do Google disseram que esta é a sua estratégia. Segundo ele, isso contribuiria para impulsionar o mercado. "Eu não acho que qualquer uma das montadoras de automóveis têm feito um grande veículo elétrico, ainda", disse ele.

O CEO da Tesla disse que planeja realizar um evento no fim deste ano para discutir os planos da empresa para produzir veículos autônomos, mas não deu mais detalhes. Musk disse esperar que veículos totalmente autônomos sejam tecnicamente possível dentro de dois anos, embora os órgãos reguladores tenham mais um ano para aprovar o uso amplo carros autônomos.

Ele informou, ainda, que a Tesla recebeu cerca de 400 mil pré-encomendas para o seu veículo Modelo 3, cujo preço deve começar em US$ 35 mil. Musk prevê produzir meio milhão de carros em 2018 e 1 milhão de carros por ano até 2020.

Musk, que também é o fundador e executivo-chefe da fabricante de foguetes SpaceX, reiterou seus planos de enviar um foguete para Marte em 2018 e um foguete tripulado ao planeta vermelho em 2024 com a chegada em 2025. O empresário está tentando desenvolver um foguete que pode ser reutilizado porque, segundo ele, a maior parte do custo das viagens espaciais são os próprios foguetes. Ele disse que seus foguetes custam cerca de US$ 35 milhões cada.

Musk, de 44 anos, disse que espera morrer um dia em Marte. "Se um dia puder escolher onde quer morrer, então Marte não é uma má escolha", disse ele.

Deixe seu comentário