Amazon e IBM criam incentivos para disputar mercado de startups e empreendedores

0
1

A Amazon Web Services (AWS) e a IBM participaram do 25º Encontro Internacional GeneXus,  que terminou na quarta-feira, 30, na cidade de Montevidéu, no Uruguai, para divulgar seus programas que visam atrair startups e empreendedores a desenvolverem seus negócios utilizando a nuvem.

A parceria com a GeneXus tem o objetivo de facilitar o acesso um mercado de mais de 8,5 mil empresas e de 100 mil desenvolvedores, em 33 países, que trabalham com o desenvolvimento de aplicações, grande parte das quais estão sendo migradas para a nuvem e dispositivos móveis.

No caso da AWS, a proposta está centrada no subsídio de custos e no apoio técnico da IBM, que oferece as plataformas de nuvem Bluemix e Software Layer, também tem o mesmo modelo, mas que inclui no pacote o mentorship, que abrange acesso aos softwares do seu portfólio, que inclui ferramentas como analytics e IoT, orientação de negócios para diferentes verticais de empresas feita por consultores especializados e indicação para possíveis parcerias e investidores que fazem parte da cadeia de relacionamento do cliente.

O programa AWS Activate foi desenvolvido para fornecer às startups os recursos necessários para começarem a usar a nuvem, além de relacionamento com uma rede global de desenvolvedores e empreendedores que poderão compartilhar experiências. Uma das vantagens do programa é a infraestrutura econômica, que conta com acesso a promoções de empresas selecionadas que são fornecedoras de monitoramento, automação, gerenciamento, entre outros recursos valiosos.

Hermann Pais, diretor de marketing da AWS no Brasil diz que uma startup poderá receber benefícios de US$ 10 mil a US$ 100 mil, além de apoio para ajudar no  desenvolvimento de projetos inovadores, onde poderá trocar ideias com a comunidade de tecnologia, conhecer as melhores práticas. "Uma das chaves para inovar sempre é ouvir o cliente. A AWS foca nas necessidades dos clientes para desenvolver novas soluções e melhorar sua oferta. O público de startups é um grande mercado para nós porque costumam ter ideias disruptivas e nós os ajudamos a concretiza-las", comenta Pais.

A IBM propõe benefícios que vão até US$ 120 mil em seu Programa Global de Empreendedorismo, cujas condições exigem que a empresa tenha pelo menos 5 anos de atividades e desenvolvimento de projetos  alinhados com a estratégia "Planeta mais Inteligente" da IBM. Além de acesso aos softwares da companhia, sem encargos, por três anos, ao programa Catalyst, da SoftLayer – infraestrutura de computação em nuvem da IBM – e ao IBM Bluemix, plataforma em nuvem para criar, gerenciar e desenvolver diversos tipos de aplicativos.

Laura Vogline, vice-presidente global de ecossistemas de cloud da IBM, explica que promove também o IBM SmartCamp, iniciativa que visa identificar startups que estão desenvolvendo soluções alinhadas com essa visão estratégica. "Os ganhadores recebem total apoio, como contato direto com as empresas de investimento, universidades e especialistas de marketing, comunicação e tecnologia que podem ajudar a acelerar a entrada no mercado destas soluções."

Deixe seu comentário