AOL e Huffington Post unem noticiário e mídias sociais e criam rede de vídeos ao vivo

    1
    11

    O grupo americano de serviços de internet e de mídia AOL e o site de notícias The Huffington Post anunciaram que estão prestes a lançar uma rede com transmissão de vídeos ao vivo, numa combinação de noticiário com mídia social.

    A rede online deverá iniciar no segundo trimestre deste ano  a transmissão de vídeos ao vivo 12 horas por dia durante toda a semana, expandindo para 16 horas por dia no próximo ano.

    Segundo a agência de notícias Associated Press (AP), a nova rede vai usar material noticioso do próprio The Huffington Post e de outras propriedades da AOL, incluindo Patch, Techcrunch e Engadget. A expectativa das duas empresas é produzir 30 mil clipes no primeiro ano de funcionamento.

    Cerca de 100 profissionais atuarão no projeto com dedicação exclusiva, e a transmissão será a partir de estúdios em Nova York, Los Angeles e Washington. Seu funcionamento foi visualizado na última quinta-feira, na sede da AOL, em Manhattan.

    A nova rede deverá enfatizar a interação com os telespectadores. Segundo a AP, cerca de um terço da tela do computador será dedicado a comentários da comunidade, do Facebook e do Twitter.

    O modelo prevê interrupções de reportagens e de entrevistas para leitura de notícias oriundas das redes sociais. Os usuários também poderão ser convidados a participar, por meio do Skype.

    A AOL não divulgou o total do investimento, mas o editor fundador do Huffington Post, Roy Sekoff, disse se tratar de "investimento substancial", uma experiência que se compara a um "talk show interminável" e que "reflete a experiência de Internet". A empresa ainda está definindo as oportunidades de publicidade e patrocínio geradas pelo modelo.

    Nesta semana, a AOL reportou queda no lucro líquido do quarto trimestre, mas aumento de 10% na receita publicitária. O grupo comprou o The Huffington Post há cerca de um ano, por US$ 315 milhões.

     

     

    Deixe seu comentário