EUA investigarão compra da Motorola pela Lenovo alegando razões de segurança nacional

0
18

A aquisição da Motorola Mobility pela fabricante chinesa de PCs Lenovo, anunciada na semana passada, por US$ 2,9 bilhões, será minuciosamente avaliada pelo Comitê para Investimentos Estrangeiros dos Estados Unidos (CFIUS, na sigla em inglês) para garantir que não ameace a segurança nacional, segundo Financial Times.

De acordo com o jornal britânico, no acordo firmado com o Google a Lenovo ficou com mais de 2 mil patentes e a licença de propriedade intelectual do gigante das buscas para outro smartphone. A maioria das patentes mais sensíveis, porém, continuará nas mãos do Google, mas, mesmo assim, o negócio será investigado pelo CFIUS.

No entanto, fontes próximas ao assunto acreditam que a Lenovo não enfrentará muitas dificuldades para obter a aprovação do negócio, apenas com algumas condições, devido à pequena participação dos celulares da Motorola no mercado norte-americano (menos de 5%) e devido ao fato de o acordo envolver hardware e não software.

Deixe seu comentário