Money transfer: mercado processará US$ 14 trilhões até 2023

0

Nova pesquisa da Juniper Research descobriu que as transações B2B processadas pelas operadoras digitais "pureplay" atingirão US$ 14 trilhões até 2023, acima dos US$ 6,7 trilhões em 2018, já que os novos entrantes oferecem serviços mais baratos e rápidos que os players estabelecidos.

De acordo com a pesquisa, "B2B Money Transfer – Oportunidades de mercado domésticas e transfronteiriças 2019-2023", os departamentos bancários devem se esforçar para quantificar o ROI (Return on Investment) da implementação de tecnologias digitais para substituir ou ampliar os mecanismos existentes. Hoje eles dependem muito de processos manuais e fornecedores tradicionais.

Por outro lado, novos participantes como Modulr e Soldo entraram no espaço sem o peso de sistemas legados e usam tecnologia de pagamentos atualizada e em tempo real que se integra ao software de contabilidade das empresas, reduzindo assim os custos envolvidos, aumentando também as eficiências de reconciliação contábil.

Na pesquisa, a Juniper avaliou 15 fornecedores de pagamento, comparando o nível relativo de suas capacidades e ofertas nos serviços. Segundo ela, os 5 principais fornecedores são os seguintes: ACI, FIS, VocaLink / Mastercard, Fiserv e Finastra.

A ACI Universal Payments, primeira colocada no ranking, recentemente adquiriu a SpeedPay, uma empresa de pagamentos de contas dos EUA, da Western Union, e a pós-integração aumentará seu portfólio com pagamentos financeiros diretamente aos consumidores.

A pesquisa descobriu que os bancos estabelecidos estão, por sua vez, buscando restabelecer o equilíbrio através de medidas corretivas; citando a implementação em curso do SWIFT gpi, um novo padrão para pagamentos transfronteiriços, como um desenvolvimento chave.

A Juniper também argumentou que, a médio prazo, medidas como a gpi Link, atualmente na fase de prova de conceito, reduzirão ineficiências sistêmicas e melhorarão a transparência usando plataformas blockchain para iniciar e concluir transações. Alegou que os bancos estão cada vez mais propensos a introduzir moedas digitais, equivalentes em valor e resgatáveis ??em moedas fiduciárias, para acelerar os processos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui