Havaianas investe em inciativa artística com uso de NFT

0
474

"O mundo do NFT está vivendo um boom nesse momento. O Golden State Warriors acaba de lançar memorabilia em NFT, Jack Dorsey, fundador do Twitter, leiloou seu primeiro tweet por US$ 2.9 milhão e a Sotheby's vendeu uma arte em NFT do artista Pak por mais de US$16 milhões. Ao mesmo tempo, estamos vendo a moda digital vir com muita força. O que começou com skins nos games, ganhou uma força enorme e já há marcas vendendo apenas roupas e calçados digitais, que podem ser "vestidos" como filtros de Instagram e outras redes sociais.

Para Havaianas, que sempre esteve à frente do seu tempo como marca inovadora e global, faz muito sentido participar dessa conversa", declara Fernanda Romano, CMO da Alpargatas.

NFT ganhou headlines recentes em muitos países, acompanhando a euforia atual do mercado de criptomoedas, mas, no Brasil, o termo está começando a ser disseminado. A sigla – em português "Token não-fungível" (aquilo que não pode ser substituído ou trocado por algo da mesma espécie ou qualidade) -, representa um certificado que funciona como um comprovante de autenticidade e, quando atrelado a um item digital, garante que este pertence, exclusivamente, ao seu portador.

"Nossa intenção era entrar na conversa de maneira autêntica e a arte faz parte da história dessa marca, que, há mais de vinte anos colabora com artistas e designers gráficos seja como canvas – esses criam estampas, ou em sua publicidade, que é reconhecida e celebrada mundialmente. Mas queríamos uma história boa e foi aí que pensamos no Adhemas", completa Fernanda. Adhemas Batista fez parte da história da marca, há mais de quinze anos, quando ainda designer em uma agência de propaganda. É dele um dos principais traços que os times que trabalham em criação de shapes e desenhos de coleção se inspiram até hoje. Radicado em Los Angeles, continua a criar para marcas, e, como artista, já cria e comercializa suas criações em NFT.

Através de cinco artes digitais inéditas, Adhemas conta sua relação com a marca e, carinhosamente, apresenta o tema da coleção como Felicidade. "Trabalhar para Havaianas no começo dos anos 2000 me deu muita visibilidade e permitiu meu crescimento profissional. Revisitar meu passado com Havaianas, o que eu vivi e que me permitiu vir para Los Angeles e me estabelecer aqui, me faz feliz e é por isso que o tema da coleção é Felicidade. As peças contam momentos importantes da minha vida pessoal, profissional e a relação com Havaianas, e como essas histórias estão entrelaçadas", afirma.

A coleção virtual de Havaianas NFT contará com cinco intervenções artísticas em um shape inédito e que, de fato, não existe ainda no mundo físico. Todas as artes foram inspiradas na felicidade: Happy Feet; A Step to Happiness; Happy Citizen; Happy Spring; Happy Heels. "A minha intenção é trazer um sorriso no meio desse mundo caótico. Não é tentar lutar contra o caos, mas olhar pelo lado otimista e tentar abraçar oportunidades", afirma Adhemas.

Escolhida pelo próprio artista por ser um projeto da mesma região onde nasceu e cresceu, a Favela Galeria receberá 7% do lucro líquido arrecadado por Havaianas neste leilão. Adhemas também doará parte de seu cachê à mesma instituição – um museu de arte a céu aberto, localizado na zona leste de São Paulo.

O leilão acontece dia 12 de maio, pela Foundation.app e terá duração de 24 horas. Os lances não possuem restrição geográfica, até pela natureza das criptomoedas – no caso, Ethereum é a moeda da plataforma – podendo ser realizados de todo o mundo.

Blockchain

O NFT utiliza tecnologia de blockchain, um sistema que permite rastrear o envio e recebimento de informações através da internet e o selo garante que as informações armazenadas nessa cadeia sejam seguras e invioláveis, o que impede os ativos digitais de serem copiados ou falsificados. "É isso que faz da arte do Adhemas algo tão especial. Esse shape é um conceito do time de criação de Havaianas que pode, um dia, vir a ser um produto no mundo físico, mas a expressão desse reencontro da marca com o Adhemas, para ele contar sua história, nesse momento que o mundo está vivendo – e precisando de um sorriso – é um momento único. No blockchain, esse momento fica registrado como uma arte única e não será copiado. Ainda assim, tenho certeza, será apreciado e celebrado por todos que virem" finaliza Fernanda.

Sobre a Favela Galeria

Em São Paulo, uma comunidade na zona leste abriga uma galeria de artes. É a Favela Galeria, em Vila Flávia, no bairro São Mateus, zona leste da capital. Na galeria de arte a céu aberto, coletivos, ativistas e moradores se mobilizam. A arte na comunidade é também uma forma de elevar a autoestima dos moradores da região. Para tanto, são retratados personagens locais pelas paredes do bairro. A Favela Galeria se instalou no bairro para as pessoas buscarem arte. A ideia é que a Favela Galeria possa ser reconhecida oficialmente como um dos roteiros culturais da nossa cidade e, com isso, auxiliar a desenvolver a economia local.

FORUM BLOCKCHAIN

A TI INSIDE realiza a 4ª edição do Forum Blockchain, onde o tema de NFT será abordado, entre outros temas inovadores. Veja a grade, mais informações e inscrições no site www.forumblockchain.com.br ou telefone/WhatsApp 11-3138-4619 ou info@tiinside.com.br    

Deixe seu comentário