SEC livra IBM de penalidades após encerrar investigação sobre suas vendas de cloud computing

0

Depois de um ano, a Securities and Exchange Commission (SEC), órgão que regula as empresas cotadas em bolsa nos Estados Unidos, encerrou a investigação sobre a forma da IBM reportar sua receita com serviços baseados na nuvem, livrando a companhia de qualquer penalidade do governo americano, segundo documento arquivado no órgão, ao qual o The Wall Street Journal teve acesso.

Em julho do ano passado, a IBM revelou que a SEC estava investigando, desde maio, sua maneira de relatar as vendas de seu negócio de cloud computing, com base no seu informe de resultados do segundo trimestre de 2013, no qual não detalhava quanto foi a receita proveniente da unidade de cloud, dizendo apenas que o montante cresceu 70% nos primeiros seis meses do ano em relação a 2012.

Na época, a IBM disse que estava confiante de que as informações fornecidas eram consistentemente precisas e que ela relata sua receita nuvem de acordo com princípios contábeis geralmente aceitos, o padrão mais comum usado por empresas nos EUA.

Ainda de acordo com o jornal americano, antes da investigação da SEC, a IBM normalmente relatava a sua taxa de crescimento da receita em nuvem, sem revelar o valor exato dos ganhos, nem dizer que parte da receita em nuvem foi entregue pela empresa como um serviço. No entanto, a partir do terceiro trimestre do ano passado, a empresa mudou sua forma de descrever os ganhos com a unidade de cloud, passando a observar o percentual de sua receita em nuvem que foi entregue como um serviço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui