Twitter e Yahoo se reuniram para discutir fusão de suas operações, afirma jornal

0
4

Em meio ao processo de licitação para vender seus ativos de web, que incluem sua ferramenta de buscas e o site de notícias, o Yahoo está em conversações com o Twitter para uma possível fusão, de acordo com notícia publicada pelo New York Post. Segundo o jornal norte-americano, a rede de microblogs realizou uma reunião com a CEO do Yahoo, Marissa Mayer, nas últimas semanas.

O encontro ocorre num momento em que a empresa vem desenvolvendo esforços para aumentar o número de usuários, mas sem obter os resultados esperados, o que tem levantado dúvidas entre os investidores sobre sua capacidade de crescimento. O número de usuários ativos mensais da rede social em maio era de 310 milhões, 3% a mais em relação há um ano, mas apenas pouco mais que os 305 milhões do trimestre passado.

Até agora, Yahoo recebeu ofertas pelo seu negócio de web — com alguns lances na faixa de US$ 8 bilhões — de pelo menos dez empresas, incluindo os gigantes das telecomunicações AT&T e Verizon Communications, além dos fundos de private equity TPG, Bain Capital, Vista Equity Partners, Apax Partners e outros. O valor de mercado do Twitter é estimado em US$ 10 bilhões, com base no preço de suas ações.

A reportagem do diário americano sugere que a produção de notícias do Twitter combinada com enorme alcance de audiência do Yahoo poderiam melhoram a rentabilidade e o valor de ambas as empresas. Ainda de acordo com o Post, o CEO do Twitter, Jack Dorsey, não estava presente na reunião com Mayer, o que gerou desconfianças sobre a veracidade das negociações.

A nota diz que "…executivos do Twitter e Yahoo passaram várias horas discutindo as finanças do Yahoo, e se uma fusão dos ativos faria sentido", citando fontes próximas às negociações. "O Twitter é o destino para notícias instantâneas e Yahoo tem um monte de globos oculares em seu site," disse uma fonte. "A ideia não é tão absurda quanto se pode imaginar."

O futuro do Yahoo deve ficar mais claro na próxima semana, quando termina a segunda rodada de licitação. Procurados pelo New York Post, o Yahoo não quis comentar o assunto, enquanto o Twitter enviou nota dizendo "nós não comentamos rumores e especulações".

Deixe seu comentário