Forcepoint simplifica cibersegurança por meio de análise de comportamento na nuvem 

0
26

A Forcepoint fortaleceu seu portfólio de segurança na nuvem para capacitar equipes de segurança com os novos controles direcionados para comportamento que simplificam a proteção de funcionários, dados críticos e propriedade intelectual (IP).

Novos recursos agora disponíveis no Forcepoint CASB, no Forcepoint Web Security e no Forcepoint Email Security, garantem que os clientes possam, de forma segura, continuar a desenvolver seus negócios na nuvem.

De acordo com Gartner, o tempo médio para detectar uma violação é de 99 dias, com um custo médio de US$ 4 milhões. No entanto, as empresas podem diminuir o tempo de espera utilizando dados e análises. Até 2018, a empresa espera que 80% das plataformas de proteção do ponto de extremidade incluam monitoramento da atividade do usuário e recursos forenses — com crescimento menor que 5% em 2013, e estima que pelo menos 25% de violações empresariais autodescobertas serão encontradas ao usar análises de comportamento da entidade e do usuário.

Deixe seu comentário