Linx adquire empresas de sistemas de recomendação para e-commerce

1
52

A Linx, fabricante brasileira de software para o setor varejista, anunciou nesta quinta-feira, 3, a aquisição das empresas Chaordic e Neemu, startups especializadas em personalização da experiência de compra online, com foco em ferramentas de busca e recomendação para comércio eletrônico. A receita bruta da combinação das duas empresas estimada para este ano é de R$ 32 milhões.

Pelas aquisições, a Linx pagará R$ 78,6 milhões à vista e, dependendo do cumprimento de determinadas metas financeiras e operacionais para os anos de 2016 a 2018, o valor pode ser acrescido em até R$ 32,8 milhões, totalizando R$ 111,4 milhões.

A catarinense Chaordic, foi fundada no fim de 2008 pelos estudantes de mestrado da Universidade Federal de Santa Catarina João Bernartt e João Pereira Filho, que participaram de um concurso lançado pela Netflix, enquanto a amazonense Neemu nasceu quando os estudantes Guilherme Toda, Leonardo Santos e Mauro Herrera criaram um algoritmo de busca para um concurso de programação.

As duas empresas desenvolvem e aplicam soluções de ponta baseadas em plataformas omni channel, big data e cloud computing para identificar por meio de algoritmos os padrões de comportamento dos usuários no meio digital e exibir a oferta mais adequada, alavancando as vendas digitais. Mais de 60% do volume do e-commerce brasileiro trafegam pelas soluções adquiridas, atendendo importantes varejistas como Americanas, Saraiva, Submarino, Máquina de Vendas, Centauro, Sephora, Hotel Urbano, Onofre, O Boticário, Natura, Renner, Itaú, Walmart, entre outros.

"Com estas aquisições ampliamos nossas ofertas para o varejo online, buscando a integração entre os mundos offline e online e, com isso, ajudaremos nossos clientes a mudar a experiência de compra de seus consumidores", afirma Alberto Menache, diretor-presidente da Linx.

O executivo acrescenta que a transação segue em linha com a estratégica da companhia de aquisição de empresas de tecnologias para o varejo. "A Neemu e Chaordic aportam capital intelectual e demonstram uma capacidade única de inovação em um mercado dinâmico e de alta competitividade global, como é o varejo dos próximos dias", diz Menache.

O presidente da Linx ressalta ainda que essas competências propiciarão à companhia mais robustez e velocidade ao seu processo de inovação e estratégia de Omni Channel a partir de uma camada de inteligência que permita um relacionamento único do varejista com o consumidor na plataforma Linx ou em outras plataformas de mercado.

A Linx hoje tem mais de 38 mil clientes, e a estratégia de consolidar o mercado de software de gestão para varejo se iniciou em 2008, com 19 processos de aquisição bem-sucedidos, que se somam as duas aquisições anunciadas.

1 COMENTÁRIO

  1. 111 milhőes???? A totvs vai pagar 500M pela Bematech, empresa que só em caixa tem mais de 200M. A Lins esta achando que é a Google, pqga overprice em tudo que compra.

Deixe seu comentário