ITI adota nova plataforma da Kryptus para a rede de carimbo de tempo

0
5

No último dia 21, a Kryptus teve a sua nova plataforma para carimbo de tempo homologada pelo ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação). Os protocolos nativos dos produtos Kryptus kNET HSM TSS e Kryptus kNET HSM TAS passaram a ser considerados os novos padrões oficiais da ICP-Brasil, conforme previsto no Edital que deu origem à aquisição dos sistemas.

Até então, os protocolos de sincronismo e auditoria do carimbo do tempo eram proprietários, sem especificações públicas, o que impedia a interoperabilidade dos sistemas com outros fornecedores de carimbo do tempo e com as próprias ACTs (Autoridades Certificadoras de Tempo), criando efetivas reservas de mercado. Com esse novo protocolo, feito pela Kryptus e pelo ITI, todos poderão utilizar e implementar o sistema, aumentando assim a concorrência e a qualidade das soluções de Carimbo do Tempo no Brasil.

Dentre as inovações trazidas pelo novo protocolo, destacam-se, também: o mecanismo de segurança de comunicação do protocolo de sincronismo do tempo, que garante a autenticidade da fonte de sincronismo do tempo; o uso de Árvores de Merkle para proteger a integridade dos logs utilizados no protocolo de auditoria do tempo; a integração com blockchain para a publicação permanente e inalterável dos carimbos do tempo e alvarás emitidos pela rede de carimbo do tempo da ICP-Brasil; e o sistema de alta disponibilidade, que permite à ACT configurar servidores de sincronismo e auditoria alternativos que são ativados automaticamente caso a conexão com o servidor principal seja perdida.

A partir desse momento, fabricantes e ACTs devem buscar atualizações para adequarem sua infraestrutura aos novos protocolos. Segundo o ITI, as entidades da ICP-Brasil têm o prazo até 31 de março de 2022 para migração de toda a rede de carimbo do tempo para os novos protocolos, incluindo a adequação da infraestrutura.

Deixe seu comentário