John Chambers deixa cargo de CEO, mas continua na presidência do Conselho da Cisco

0
8

John Chambers concordou em renunciar ao cargo de CEO da Cisco, depois de 20 anos no posto, segundo anunciou o Conselho de Administração da companhia nesta segunda-feira, 4. O executivo, que assumirá a função de presidente-executivo da empresa e continuará na presidência do Conselho de Admnistração, será substituído por Chuck Robbins, atual vice-presidente sênior de operações mundiais da Cisco. Ambos ocuparão as novas posições em 26 de julho.

Robbins, que também foi eleito para o Conselho de Administração da Cisco no dia 1º de maio, ingressou na empresa em 1997. Em sua jornada, o executivo ajudou a liderar e executar muitos dos investimentos da empresa e mudanças de estratégia, incluindo a criação do programa de parceiros da indústria, que agora vale mais de US$ 40 bilhões em receita para a Cisco anualmente. Ele também foi um dos principais arquitetos da estratégia da empresa para o segmento de negócio comercial, que cresceu 8% no último trimestre, e agora representa 25% dos negócios da Cisco.

A sucessão, há muito aguardada, ocorre no momento em que a fabricante de equipamentos de rede tem reduzido postos de trabalho e reformulado sua linha de hardware, em resposta à crescente concorrência, redução das compras pelas operadoras de telecomunicações e menor demanda na China. Chambers foi um dos CEOs com maior tempo servindo uma grande empresa de tecnologia de capital aberto. Ele guiou a Cisco por um período de imensa e rápida mudança, com o surgimento da internet, impulsionando suas vendas.

"Este é o momento perfeito para Chuck Robbins se tornar o próximo CEO da Cisco. Nós selecionamos um líder muito forte num momento em que a Cisco está em uma posição muito forte", declarou Chambers, em um comunicado. "Robbins conhece cada segmento da Cisco, área de tecnologia, e geografia, e vai passar a empresa para a frente com a velocidade necessária para capitalizar as oportunidades futuras", acrescentou.

Deixe seu comentário