O poder do geoanalytics na expansão das vendas

2
57

As empresas estão constantemente buscando maneiras de otimizar o processo de vendas, seja por meio de um novo software, fluxos de trabalho mais eficientes ou melhores análises de dados. Uma das inovações mais recentes e amplamente discutida é o geoanalytics.

Se você acompanha as tendências de tecnologia de negócios, provavelmente já ouviu falar dele, mas poucas pessoas realmente entendem o que isso significa. Menos ainda estão usando esta inteligência no seu negócio. É um dispositivo que rastreia os movimentos do cliente? Uma forma de recuperar produtos perdidos ou roubados? Bem, pode ser qualquer um desses, mas no sentido de negócios, estamos atrás de algo um pouco diferente.

Segundo dados da consultoria Markets and Markets, o mercado geoanalytics está projetado para crescer de U$ 59,5 bilhões em 2021 para U$ 107,8 bilhões em 2026. Os principais fatores que impulsionam o crescimento do mercado de análise geoespacial incluem o número crescente de soluções GIS baseadas em IA e ML, desenvolvimento de cidades inteligentes e urbanização, avanço na análise de big data e maior implantação de sensores IoT em todos os locais.

A análise de localização fornece insights sobre os aspectos "onde" o negócio pode ajudar a determinar qualquer coisa, desde a melhor localização para abrir uma nova loja, novos revendedores e distribuidores B2B para o seu negócio, localização e otimização do inventário físico e virtual de produtos, agências, até prever rotas para transporte e distribuição mais eficientes. Ela também permite ver as mudanças ao longo do tempo, por exemplo, como os gastos do consumidor aumentam ou diminuem a cada temporada ou como as flutuações do clima afetam os tempos de entrega. E, como a análise geoespacial disponibiliza esses dados por meio de mapeamento visual, o usuário pode explorar e identificar padrões com mais facilidade e obter insights de vendas que pode ter perdido nos dados apresentados em tabelas ou colunas na visão anterior, estas analises podem ajudar a aumentar a receita, reduzir custos e em última instância, aumentar o ROI e vantagem competitiva.

Existem muitas interpretações diferentes de como isso se manifesta, mas a maioria das perspectivas giram em torno de dois aspectos principais:

  • A aquisição remota e análise de localizações de personas

Os exemplos incluem dados de proximidade e localização de uso de aplicativo móvel, localização de IP de navegação no site ou dados de localização anexados à atividade de mídia social (check-ins, postagens baseadas em localização, tweets etc.).

  • Gestão de território com base em dados proprietários existentes

Esse tipo de geolocalização geralmente depende de endereços e locais já armazenados no software de gerenciamento de relacionamento com o cliente ou em outros sistemas de negócios. Ele permite que os vendedores analisem os mercados regionais, planejem visitas com base na rota ideal e até mesmo naveguem diretamente para os clientes.

A maioria dos líderes de negócios ainda está testando as águas da geolocalização, tentando decidir o valor que ela oferece e como eles podem colocá-la em prática. Aqui estão três maneiras pelas quais sua equipe de vendas pode usar o geoanalytics:

  1. Melhores análises

Muitos aplicativos de geo fornecem ferramentas de visualização e analíticas para os dados de contato. Você pode exibir clientes e leads em uma área específica e aplicar filtros com base em dados demográficos, comportamento de compra ou nível de oportunidade. Isso ajuda os agentes de vendas a gerenciar melhor seus territórios, ver onde o mercado está concentrado e evitar que os clientes em potencial sejam perdidos.

  1. Otimização de rota

Claro, você pode procurar o endereço de cada cliente e usar seu próprio GPS para viajar de um para o outro até o dia acabar, mas há uma maneira melhor. Ferramentas de geolocalização ajudam você a planejar rotas entre vários contatos em uma área com base na sequência mais direta de visitas e ficar informado sobre oportunidades próximas que possam surgir. Uma navegação perfeita significa que os representantes de vendas podem passar menos tempo vagando e mais tempo vendendo.

  1. Engajamento direcionado

Os dados geoespaciais também podem ser usados ??para contextualizar melhor o conteúdo e as ofertas aos clientes com base no comportamento específico do local, como entrar em uma loja de varejo, navegar em um site de comércio eletrônico de uma determinada região ou postar um tweet específico do local. Essas medidas geralmente exigem que o cliente baixe um aplicativo móvel ou dê permissão de rastreamento de localização a um terceiro. Obviamente, a segmentação baseada em localização é uma prática geralmente relegada às equipes de marketing, mas o que é marketing senão um esforço de vendas prolongado?

À medida que a nova onda de iniciativas de experiência do cliente exige cada vez mais relevância (conteúdo relevante, produtos relevantes, engajamento relevante), as empresas precisam entender não apenas quem são seus clientes e o que podem comprar, mas também onde estão. Junto com maior eficiência, percepção e otimização de vendas, a geolocalização promete oferecer exatamente isso.

Patrícia Vieira Martins, diretora Comercial da Triad Systems.

2 COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário