LinkedIn pretende arrecadar US$ 1 bilhão com nova oferta de ações

0
0

A rede social de contatos profissionais LinkedIn pretende arrecadar US$ 1 bilhão em uma nova oferta de ações classe A, apoiada pelos bancos de investimento JP Morgan, Morgan Stanley, Goldman Sachs, Bank of America Merrill Lynch e Allen & Company, segundo informou a companhia em comunicado enviado à Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador do mercado de capitais norte-americano.

De acordo com informações do The Wall Street Journal, os recursos levantados serão usados para propósitos gerais, tais como o fortalecimento de seu caixa, investimentos na expansão internacional, além de potenciais aquisições e desenvolvimento de produtos.

Desde maio de 2011, com a realização de sua oferta inicial pública de ações (IPO), os papéis do LinkedIn mais do que quintuplicaram. Apesar do bom desempenho das ações nos últimos dois anos, no after-hours trading — negociação após o encerramento do pregão na bolsa eletrônica Nasdaq —, da última terça-feira, 3, as ações da empresa registraram queda de 2,5%, cotadas a US$ 241,03 a ação. No pregão regular, os papéis da companhia fecharam negociados a US$ 246,13.

Deixe seu comentário