HPE firma contrato de US$ 160 milhões para fornecer supercomputador na Finlândia

0
23

A  Hewlett Packard Enterprise anunciar um contrato de mais de US$ 160 milhões com a European High Performance Compu ting Joint Undertaking (EuroHPC JU) para construir um dos supercomputadores mais rápidos do mundo, que ficará baseado na Finlândia. O novo supercomputador, ao qual a EuroHPC JU se refere como LUMI, ajudará pesquisadores europeus e organizações públicas e privadas a avançarem significativamente em R&D e impulsionarem a inovação em áreas como saúde, previsão do tempo e produtos habilitados para IA.

O LUMI da EuroHPC JU é caracterizado como um sistema "pré-exascale" que terá um desempenho máximo teórico de mais de 550 petaflops, o que é equivalente ao desempenho de 1,5 milhão de laptops combinados.

Além disso, por meio de sua colaboração com a EuroHPC JU, a HPE está expandindo os recursos de supercomputação para acelerar o roteiro europeu a alcançar a computação exascale, que é o próximo salto significativo na supercomputação, que fornecerá um desempenho 5 a 10 vezes mais rápido do que os sistemas atuais.

"Estamos honrados por sermos selecionados para o LUMI e alavancar nossas tecnologias da era exascale para construir um dos supercomputadores mais rápidos do planeta", diz Peter Ungaro, vice-presidente sênior e gerente geral de Computação de Alto Desempenho (HPC) e Soluções de Missão Crítica (MCS) da HPE. "Estamos empenhados em apoiar a European High Performance Computing Joint Undertaking (EuroHPC JU), aproveitando as oportunidades da supercomputação de próxima geração para apoiar a pesquisa científica, promover a inovação e desbloquear o crescimento econômico. Estamos entusiasmados em colaborar com a EuroHPC JU e, por meio de nossa parceria com a AMD, alavancar nossos recursos exclusivos em computação, rede de alto desempenho, armazenamento e software para ajudar a melhorar a maneira como as pessoas vivem e trabalham."

HPE capacita um dos supercomputadores pré-exascale mais rápidos do mundo para a Europa

O LUMI da EuroHPC JU será alimentado por supercomputadores HPE Cray EX com CPUs AMD EPYC de última geração e GPUs AMD™ Instinct, a fim de oferecer desempenho sem precedentes e recursos de aprendizagem profunda direcionados para avançar a combinação de modelagem, simulação, análise e cargas de trabalho de IA, visando resolver desafios complexos.

LUMI da EuroHPC JU será hospedado no CSC – IT Center for Science , em Kajaani, na Finlândia, e compartilhado por dez países europeus como parte do consórcio LUMI recém-formado. O consórcio inclui Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Islândia, Noruega, Polônia, Suécia e Suíça. O novo sistema estará disponível em meados de 2021.

Uma vez operacional em meados de 2021, o supercomputador LUMI será um dos supercomputadores mais competitivos e verdes do mundo!", avalia Anders Dam Jensen, Diretor Executivo da Empresa Comum EuroHPC. "Esse sistema de classe de liderança apoiará os pesquisadores europeus, a indústria e o setor público a melhor compreenderem e responderem a desafios complexos e transformá-los em oportunidades de inovação em setores como saúde, previsão do tempo ou planejamento urbano e rural."

"A AMD tem o orgulho de se juntar à HPE para capacitar o supercomputador LUMI a avançar em pesquisa científica em inteligência artificial, previsão do tempo, descoberta farmacêutica e muito mais", comenta Forrest Norrod, vice-presidente sênior e gerente geral do Centro de Dados e Grupo de Sistemas Incorporados da AMD. "Nossas CPUs AMD EPYC de próxima geração e GPUs AMD Instinct, juntamente com as tecnologias exclusivas de supercomputação da HPE, estão alimentando novos recursos em computação de alto desempenho, e estamos entusiasmados em fortalecer a comunidade de pesquisa europeia por meio de nosso suporte."

HPE acelera o caminho da Europa para alcançar a computação exascale

A HPE está entregando tecnologias poderosas de supercomputação e IA para promover a missão da EuroHPC JU de adotar a supercomputação de próxima geração, que inclui sistemas pré-exascale e exascale. O LUMI da EuroHPC JU é o segundo sistema para cuja construção a HPE foi contratada. O primeiro foi o sistema Euro_I4TI para o Centro Nacional de Supercomputação IT4Innovations, que será o supercomputador mais poderoso da República Tcheca.

A HPE também expandirá sua cadeia de suprimentos de supercomputação na Europa, fabricando supercomputadores HPE Cray EX com refrigeração líquida e sistemas HPE Apollo em sua fábrica de Kutná Hora, na República Tcheca. Além disso, a HPE estabelecerá um Centro de Excelência na Europa que fornecerá ferramentas de R&D e experiência para desenvolver e testar aplicativos, programação, processadores e outras soluções necessárias para construir um programa de prontidão exascale.

Por meio do investimento nesses sistemas e tecnologias, a EuroHPC JU visa apoiar a R&D e a inovação para fazer avançar a ciência, impulsionar a competitividade industrial e garantir a soberania tecnológica da Europa.

HPE capacita LUMI da EuroHPC JU com supercomputação de ponta a ponta e soluções de IA

O LUMI da EuroHPC JU será construído usando supercomputadores HPE Cray EX , que também serão usados nos três próximos sistemas exascale para o Departamento de Energia dos EUA: Aurora no Argonne National Laboratory, Frontier no Oak Ridge National Laboratory e El Capitan , em Lawrence Livermore National Laboratory. Os supercomputadores HPE Cray EX vão integrar as seguintes tecnologias de computação, armazenamento, rede e resfriamento, que são desenvolvidas especificamente para a Era Exascale , para alimentar o LUMI:

  • Computação poderosa com recursos de IA direcionados usando CPUs AMD EPYC ™ de última geração e CPUs AMD ™ Instinct;
  • Armazenamento expandido para suportar cargas de trabalho complexas em modelagem, simulação e IA usando o sistema de armazenamento Cray ClusterStor E1000 da HPE;
  • HPE Slingshot para rede HPC construído com o propósito deatender às demandas de maior velocidade e controle de congestionamento para cargas de trabalho com muitos dados;
  • Recursos sofisticados de resfriamento direto a líquido para sistemas em grande escala para aumentar a eficiência geral no uso de eletricidade e água usadas para operar o sistema.

Deixe seu comentário