O 5G e as novas oportunidades no mercado

0
49

A tecnologia 5G está programada para trazer avanços sem precedentes para diversos setores da economia brasileira como saúde, manufatura, serviços financeiros, mobilidade, logística e varejo. Com isso, a internet da quinta geração vai pode liderar a transformação da indústria 4.0, pois conectará tudo e todos de forma que facilitará o uso potencial de ferramentas como inteligência artificial, internet da coisa, robótica e realidade virtual por esses segmentos.

Quando falamos da tecnologia da quinta geração, é necessário citar os investimentos que as empresas de telecomunicações precisarão realizar. Estima-se que o custo da implementação do 5G, nos próximos cinco anos, ficará em torno de um trilhão de dólares. Entretanto, a nova tecnologia não está atingindo o ponto ideal para os investidores, o que acaba representando um dilema para as empresas que precisam de financiamento para fazer a implementação deste novo recurso tecnológico.

Existem muitas dúvidas dos investidores em relação ao verdadeiro valor do 5G, mesmo com boa parte acreditando que a nova tecnologia sustentará a indústria 4.0. Fora isso, os investidores entendem que ela é mais que as evoluções anteriores do 2G para a terceira e quarta gerações. Esta falta de confiança está relacionada aos benefícios financeiros no prazo de investimento que a nova tecnologia possa oferecer. Outra dúvida que paira sob os investidores diz respeito ao montante de dinheiro despendido na aquisição de bens de capital das empresas que irão fornecer o 5G. Não se sabe será grande o suficiente para atender às demandas, além de como essa tecnologia será oferecido para os consumidores.

Mesmo com uma parte dos investidores céticos, vale ressaltar que, uma parcela vê com bons olhos a estratégia de investir na nova tecnologia, pois irá atender aos inúmeros setores da economia, o que valorizará ainda mais os serviços prestados por estes segmentos. Existe a perspectiva que dentro de um período de quatro anos, a implementação do 5G pode trazer, por exemplo, 600 bilhões de dólares no setor de manufatura, quatrocentos bilhões de dólares para as áreas de saúde e logística e 375 bilhões de dólares em tecnologia. Isso está relacionado a uma perspectiva de adoção rápida do consumidor, como aconteceu com o 4G, gerando aumento de receitas das empresas de telecomunicação. É através deste fator que poderemos ver o 5G sendo parte integrante do modelo de negócio das empresas. Isso vai colaborar para que os principais parceiros possam convencer ainda mais os investidores.

É com este segundo cenário que 5G se mostra como um ponto disruptivo na próxima revolução industrial. Entretanto, para garantir que o ritmo de evolução da internet da quinta geração não diminua, as empresas precisam atrair os investidores, pois a nova tecnologia não é apenas uma questão de velocidade e sim de uma forma real de soluções de problemas que os parceiros da indústria precisam acelerar para ter o crescimento ideal dos negócios.

Marcio Kanamaru, sócio-líder de tecnologia, mídia e telecomunicações da KPMG.

Deixe seu comentário