Accesstage investe R$ 1 mi em atualização da plataforma de gestão financeira

0
0

Novas funcionalidades e design otimizado para melhorar a experiência do cliente são as novidades anunciadas pela Accesstage para um dos seus principais produtos, o Access Card. O anúncio, feito neste mês, é o primeiro de uma sequência de inovações que a marca promete ao mercado neste ano. Lançado em janeiro, a solução de cartões otimiza o processo de consolidação de dados, realiza a conciliação das vendas de todas as operadoras de cartão, oferece conciliação financeira que cruza os status das vendas realizadas junto às adquirentes e o extrato bancário da empresa.

Projetada para performar de maneira ainda mais ágil e facilitar o acesso às informações de diversas operadoras ao mesmo tempo, a nova versão da solução traz entre suas novidades área exclusiva para fluxo de caixa, comparação de taxas entre adquirentes, conciliação manual de vendas, conciliação de pagamentos com detalhe da transação, além do consumo e envio de informações via APIs. Todas as informações são organizadas em um único local, tornando mais fácil a conferência das taxas cobradas, assim como a validação de todos os dados enviados pelas adquirentes.

Todos esses benefícios se somam aos já existentes na solução, como a visualização de toda agenda financeira da empresa (com cada uma das adquirentes), importação e armazenamento de extratos consolidados, gestão do fluxo de recebimentos, conversão de layout das adquirentes em uma única base, acompanhamento das taxas praticadas, valores de aluguel da máquina e relatórios de divergências.

Uma parte considerável do investimento e esforço na atualização da ferramenta está focada na experiência do usuário. Todas as novas funcionalidades foram desenvolvidas analisando a jornada dos clientes que foram envolvidos no processo, colaborando com entrevistas e feedbacks de suas impressões sobre a ferramenta.

Anualmente, são transacionados pelo Access Card cerca de R$ 30 bilhões movimentados em 50 milhões de registros mensais feitos por 5 mil CNPJs que podem utilizar 34 adquirentes diferentes. Com a nova versão, a meta é que esse movimento aumente em pelo menos 20% até o final do ano e que a base de clientes dobre em dois anos.

A empresa informa que foram investidos R$ 1 milhão na atualização da ferramenta que hoje representa 10% do faturamento total da companhia.

Deixe seu comentário