Armazenamento de dados: antiga, moderna e última geração

0
0

As tecnologias que impulsionam os negócios digitais estão influenciando muito a composição do data center, onde os desafios da gestão de dados continuam a crescer exponencialmente. A tarefa de gerenciar os custos do armazenamento, fornecendo a plataforma adequada às cargas de trabalho determinadas, tornou-se um fator decisivo de sucesso ou fracasso no ambiente de data center ou mesmo dentro de uma organização. Esse desafio de gestão de custos com dados impacta desde o cliente até os canais de venda e fornecedores de soluções de armazenamento.

A transformação digital, a mobilidade, a cloud computing e a analytics são tendências que dependem bastante de uma seleção equilibrada de plataformas de armazenamento que possam acompanhar a carga de trabalho. Para qualquer ambiente que exija alto nível de I/O (entrada/saída) de dados é indicado o uso da solução de última geração de armazenamento que é a tecnologia flash.

Nesse cenário competitivo, onde o custo e o desempenho relacionados ao armazenamento são fatores críticos, surgem diversos questionamentos: os dados devem ficar on-premises ou off-premises, em nuvem pública ou em nuvem híbrida? As cargas de trabalho podem ser movidas de uma plataforma para outra e elas podem ser atualizadas ao longo do tempo?

Muitas organizações estão buscando soluções criativas e considerando ambientes híbridos para mover os dados inativos para a nuvem, em vez de movê-los, por exemplo, para soluções tradicionais baseadas em discos rígidos. Sabemos que as empresas precisam armazenar os dados inativos mesmo cientes de que eles sejam dificilmente ou quase nunca acessados depois de armazenados. Dessa forma, guardá-los na nuvem é uma opção mais econômica e eficiente uma vez que podem ser resgatados e baixados quando necessário.

As organizações enfrentam muitos desafios em relação a qual plataforma ou tecnologia adotar e elas esperam respostas tanto de seus prestadores de serviço – como seus agentes de confiança – quanto de seus fornecedores de tecnologia. Por isso, os canais de venda já estão procurando compreender o que está ocorrendo com as soluções de armazenamento do mercado e estão buscando suprir as necessidades de seus clientes no presente e futuro. Esses canais estão de olho em tecnologias que possam oferecer roteiros de armazenamento simples, previsíveis, repetitivos, escaláveis e rentáveis, pois eles sabem que os clientes não querem mais ter que lidar com complexidades ou imprevisibilidades de custo.

A previsibilidade dos custos de manutenção e serviços em torno das soluções totalmente flash ajudam os parceiros a terem confiança na rentabilidade dos compromissos com os clientes e na parceria com o fornecedor. Para os clientes, a manutenção previsível é uma vantagem relevante.

Indústria tradicional: até quando irá resistir?

Com a necessidade de expansão na capacidade de dados, as soluções tradicionais de armazenamento rapidamente atingem seus limites de desempenho ditados pelo controlador e pela própria arquitetura desta tecnologia. Embora maior capacidade possa ser adicionada, a solução é limitada por um bloqueio de desempenho – e aumentar a capacidade nesse modelo convencional é geralmente caro e requer tempo. Nesse caso, a atualização refere-se a uma nova solução e nova compra. Os dados precisam ser migrados e existe um tempo de inatividade para o cliente final devido à lenta velocidade de transferência. Algumas das estruturas de dados mais antigas e bibliotecas podem ser afetadas durante a migração – que pode ser complexa e exigir serviços profissionais externos. Ainda, a renovação do contrato de manutenção é muitas vezes mais cara do que a anterior.

Revisão do conceito

Atualmente, o setor de armazenamento está sendo revisto. Isso porque diferentes tipos de armazenamento ainda estão sendo utilizados pelas empresas, tanto as unidades de disco rígido, como armazenamento em flash e nuvem. E essas opções continuarão a fazer parte do portfólio dos fornecedores nos próximos anos, principalmente aqueles que apostam no armazenamento de TI híbrida. Mas é certo que o armazenamento em flash está sem dúvida mais preparado para superar as demandas de mercado, sendo construído a partir de tecnologias de estado sólido e com tempo de latência próximo de zero para acessar e transferir dados.

Após as empresas vencerem o desafio cultural da tecnologia convencional e adotarem o conceito de armazenamento em flash, os benefícios poderão ser aproveitados em sua totalidade, proporcionando avanços econômicos à toda a organização e não apenas ao armazenamento.

*Wilson Grava é vice-presidente e general manager para América Latina da Pure Storage.

Deixe seu comentário