Cisco lidera aporte de US$ 37 mi em startup que fabrica chip para redes corporativas

0
25

A Aquantia Corp., startup que fabrica chip para rede de computadores, recebeu nesta segunda-feira, 5, uma nova rodada de investimentos de US$ 37 milhões. A Cisco Systems liderou o aporte e foi acompanhada pelos fundos Direct Equity Partners do Credit Suisse, Walden Riverwood e Globalfoundries.

Com dez anos de existência, a empresa tem atraído algumas empresas de risco bem conhecidas como a Intel Capital, braço de investimentos da empresa de tecnologia, e a Xilinx, outra fabricante de chips, além de investidores tradicionais como a Greylock Partners, New Enterprise Associates e Lightspeed Venture Partners.

Com esta última rodada, a empresa contabiliza um total de US$ 199 milhões. O anúncio chega em um momento bastante difícil para startups de chip, já que os fundos de capital de risco estão cada vez mais se distanciando de empresas de semicondutores. Muitas empresas de capital de risco tem desistido do setor devido aos custos crescentes para projetar chips, além do fato de que startups em outros segmentos tendem a proporcionar um retorno mais rápido

Esta é a oitava rodada de financiamento da Aquantia, o que fez crescer as especulações de que ela estaria se preparando para uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), algo raro na indústria de chips. "Nossos investidores têm sido pacientes em relação a isso", disse Faraj Aalaei, presidente e diretor-executivo da Aquantia, ao The Wall Street Journal, ao acrescentar que uma oferta pública "sempre esteve na perspectiva da empresa".

A Cisco é uma das investidoras na Aquantia desde sua rodada inicial, em 2005. A fabricante de equipamentos de rede também usou chips de Aquantia em seu switch de rede. A Cisco, que projeta alguns de seus próprios chips e compra outros de fornecedores externos, conta cerca de dez fabricantes de chips entre os seus cerca de 100 investimentos, segundo Rob Salvagno, vice-presidente de desenvolvimento corporativo da Cisco.

No caso de Aquantia, diz ele, a Cisco foi atraída pela tecnologia, que é capaz de aumentar a velocidade de transferência de dados entre servidores de um data center em cerca de dez vezes, por meio de chips de 10 gigabits por segundo (Gbps).

Deixe seu comentário