Warp Exchange cria aplicativo para transações em criptomoedas

2
12

A Warp Exchange, empresa de tecnologia aplicada ao mercado da criptoeconomia, lança aplicativo que vai possibilitar qualquer estabelecimento a aceitar criptomoedas em suas vendas. O serviço não terá mensalidade e anuidade, não precisará de uma maquininha e o lojista recebe o valor em Real, em até um dia após a compra.

Com o aplicativo, a empresa tem por objetivo movimentar a circulação das criptomoedas e tornar mais dinâmico o mercado de criptoativos no Brasil. "É um mercado cheio de siglas e nomenclaturas e isso acaba afastando uma boa parte da população. Nossa inteligência fará toda a parte burocrática e segura da transação. O lojista receberá em Real, em até um dia depois da compra efetuada. Vamos fomentar a criptomoeda como um atributo de compras e não de investimento", explica Mateus Teixeira, CEO da Warp Exchange.

Ao lojista, basta ter celular, baixar o aplicativo, solicitar o serviço para receber em criptomoeda, realizar um cadastro por medida de segurança e em instantes ele está apto a operar. Ao cliente, basta selecionar o produto, escolher a forma de pagamento, receberá um QR Code e, na sequência, a confirmação da compra.

"A partir de agora não é mais preciso fazer integração. Qualquer comércio ou profissional independente, sem mensalidade e nem anuidade, pode receber em bitcoin por meio do aplicativo. Esse tipo de serviço vai auxiliar empresas a venderem mais, reduzirem gastos com meios de pagamento e, consequentemente, atender grande parcela da população que investe em criptomoedas e até então não tinham subsídios para movimentá-las", explica Teixeira

"Transacionamos 100% via Blockchain, um banco de dados descentralizado, que promove segurança, confiabilidade e transparência. É extremamente rastreável em todas as partes envolvidas no processo, pois trata-se de um banco de dados público. As criptomoedas só atingiram um patamar tão grande no mundo devido ao seu processo de segurança", explica Lucas Schoch, cofundador e CTO da Warp Exchange.

2 COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário