Unisys vende contratos federais nos EUA para pagar dívidas

0
0

A Unisys Corporation celebrou, nesta quinta-feira, 6, contrato definitivo para vender os negócios federais da empresa nos EUA à Science Applications International Corp. por US$ 1,2 bilhão. A empresa planeja utilizar os recursos para pagar dívidas e reduzir as obrigações com pensões, melhorando significativamente seu balanço, status de fundos de pensão nos EUA e flexibilidade financeira geral. A transação foi aprovada por unanimidade pelo Conselho de Administração da Unisys e deve ser concluída no primeiro semestre de 2020, sujeita às condições habituais de fechamento.

Os negócios federais dos EUA da Unisys representam mais de 1.900 associados, com aproximadamente US$ 689 milhões em receita no ano fiscal encerrado em 30 de setembro de 2019.

O CEO da companhia, Peter Altabef, disse que a transação permitirá a empresa equilibrar o balanço e criará maior flexibilidade operacional.

Segundo comunicado da empresa, a transação vai lhe permitir reduzir a dívida líquida em aproximadamente US$ 1,04 bilhão. A empresa pretende resgatar totalmente seus US$ 440 milhões em Senior Secured Notes.

Espera-se que os recursos líquidos restantes destinados à redução da dívida líquida (~ US $ 600 milhões) sejam contribuídos para os planos de pensão dos EUA e aplicados às contribuições mínimas necessárias em 2020, 2021 e 2022.

Isso removerá efetivamente os requisitos para fazer contribuições em dinheiro aos planos dos EUA fora do fluxo de caixa operacional em 2020, 2021 e 2022.

Isso também aumentará o status de financiamento dos planos de pensão dos EUA para permitir a remoção potencial do passivo de pensão por meio de ofertas de quantia global e potencial anuidade de obrigações.

Prevê-se que as contribuições necessárias cumulativas para os planos de pensão mundiais de 2020 a 2025 sejam reduzidas para aproximadamente US$ 775 milhões, em uma base pro forma de US $ 1.375 bilhões com base em premissas do final de 2018.

Deixe seu comentário