Facens, Embratel, Claro e Ericsson criam campus conectado com 5G em São Paulo

0
129

O Centro Universitário Facens, a Ericsson, a Embratel e a Claro, com o apoio do seu hub de inovação – o beOn Claro, anunciam a implantação do maior campus conectado com a tecnologia 5G do Estado de São Paulo, em Sorocaba, sede da instituição de ensino. Batizado de 5G Smart Campus Facens, a iniciativa permitirá que empresas, startups e a academia possam conhecer, testar, prototipar e escalar seus produtos e serviços para diversos segmentos utilizando uma rede 5G dedicada.

O 5G da Claro instalado na Facens pela Ericsson e pela operadora também poderá ser utilizado por alunos do centro universitário para maximização de suas atividades acadêmicas, confirmando-se com um diferencial importante para a instituição de ensino e seus estudantes. Além disso, ter o 5G dentro do campus propiciará novos projetos e pesquisas inovadores desenvolvidos pela Facens, tanto para indústria, quanto para a sociedade. A rede 5G implementada utiliza elementos de uma solução comercial ativados com licença científica cedida pela Anatel.

A proposta do 5G Smart Campus Facens é tornar a mais avançada, segura e inovadora rede 5G acessível para a comunidade acadêmica e empresarial, permitindo que os negócios se remodelem rapidamente para prosperarem em uma nova realidade – a sociedade conectada, a sociedade 5G.

A Embratel, um dos principais fornecedores de serviços de TI e Telecom do Brasil, desenvolverá soluções digitais e atuará na integração de tecnologias para disponibilizar ao mercado corporativo ofertas para segmentos como Indústria 4.0, cidades inteligentes, automotivo, entre outros. Criando um ecossistema no qual novos parceiros, incluindo startups e grandes empresas, também poderão estar embarcados, Embratel, Ericsson e Facens buscarão produzir uma série de casos concretos de uso da tecnologia 5G em diferentes aplicações, em um ambiente de cocriação.

O beOn Claro, hub de inovação da Claro e da Embratel, faz parte da implementação do ecossistema de 5G no Campus Conectado e da cocriação de soluções que serão disponibilizadas em conjunto com a Embratel e demais parceiros. "O beOn busca reunir empresas, startups e academia para criar juntos as inovações que irão conectar negócios e pessoas para um mundo mais divertido e produtivo. Com o projeto 5G Smart Campus Facens, vamos potencializar o uso do 5G em aplicações e modelos de negócios inovadores, fornecendo uma experiência única para as pessoas", afirma Rodrigo Duclos, diretor de Inovação da Claro e Fundador do beOn Claro.

Entre as aplicações que serão desenvolvidas e testadas no 5G Smart Campus Facens, estão algumas no segmento IoT, como: leitura e monitoramento de sensores, acionamento remoto de dispositivos baseado na informação dos sensores, aplicações multimídia, controle de robôs e máquinas de forma remota, entre outras, para as várias verticais e negócios no país. "Nosso posicionamento no IoT vai muito além da conectividade. Somos um provedor de soluções para diversas verticais e com o 5G, podemos ir além e destravar aplicações que antes não eram possíveis" diz o diretor de IoT da Claro, Eduardo Polidoro.

As aplicações 5G dedicadas a segmentos de missão crítica irão expandir o mercado celular de IoT industrial, fornecendo novos recursos, como alta confiabilidade e soluções de rede dedicadas. "As redes LTE dedicadas já podem servir a muitos casos de uso que demandam conectividade, ao mesmo tempo em que apresentam um roadmap para 5G que trará funcionalidades adicionais e otimizações, como baixa latência ultra confiável, de milissegundos e alta disponibilidade", ressalta André Sarcinelli, diretor executivo de Engenharia da Claro.

Deixe seu comentário