Pesquisa: Novos desafios de negócios expõem importância do serviço inteligente

0
0

À medida que as empresas buscam se recuperar e responder a um ambiente em mudança, em razão do COVID-19, os prestadores de serviços se veem forçados a aumentar seu valor. O Relatório Global de Serviços Gerenciados 2020 da NTT destaca a importância das credenciais de segurança, da profundidade do conhecimento técnico e a capacidade de fornecer resultados alinhados às metas de negócios como alguns dos principais fundamentos para o fornecimento de serviço inteligente.

Considerando que as organizações pretendem utilizar ainda mais a experiência dos provedores de serviços nos próximos 18 meses, a entrega de soluções habilitadas para plataformas de alta performance se torna ainda mais importante. Da nuvem à rede, do data center à segurança e muito mais, a amplitude e a profundidade da capacidade desses serviços são essenciais para recuperar e restaurar operações, assim como posicionar as organizações nos próximos anos.

O relatório identificou que:

• Reduzir riscos de segurança não é apenas o maior desafio enfrentado pelas equipes de TI em todo o mundo, é o principal motivo para considerar um provedor de serviços
• 48% dos líderes de negócios já reconhecem a necessidade de otimizar o ambiente de trabalho.
• O conhecimento técnico é o fator número um na seleção de um provedor de serviços, com infraestrutura e segurança em nuvem liderando as demandas.

Para permitir que as organizações se recuperem e se adaptem globalmente ao novo ambiente macroeconômico em que operam, o fornecimento de serviço inteligente desempenha um papel vital. Na sua forma mais simples, a entrega é um distanciamento do tradicional "outsourcing". É uma abordagem para a seleção e priorização dos provedores de serviços que vão além da entrega de soluções táticas de TI. Trata-se de fornecedores que podem oferecer resultados de negócios alinhados aos objetivos de toda a organização.

Identifique e proteja seus ativos

Cerca de 57% dos entrevistados citaram os riscos à segurança como um dos principais desafios do gerenciamento de TI entre todos os demais fatores considerados. Com a atual crise do COVID-19, espera-se ver um aumento dos entrevistados citando os riscos à segurança como um desafio-chave. As organizações estão lutando para se defender em um cenário de ameaças complexo e agravado. Como tal, não é surpresa ver a maioria das organizações (55%) recorrer aos provedores de serviços por sua capacidade de ajudar a "reduzir os riscos à segurança", como o serviço mais popular que eles oferecem.

A prevalência da segurança na agenda de negócios é ainda mais acentuada pela explosão de terminais em ambientes remotos, juntamente com um aumento no BYOD. Os vetores de ameaças estão explorando pessoas que trabalham em casa e, provavelmente, em dispositivos e redes inadequadamente protegidos. O Relatório Mensal de Ameaças da NTT, de abril de 2020, observou um aumento nas campanhas de spam, phishing e malware, aproveitando especificamente a crise do COVID-19.

A segurança não é mais uma compra relutante. Ela desempenha um papel crucial na agenda comercial mais ampla e, portanto, faz parte do fornecimento inteligente. A segurança também foi classificada como o fator mais importante para apoiar o uso de um provedor de serviços. Trinta e dois porcento dos entrevistados a classificaram como o fator mais importante em comparação com 30% para melhorar a eficiência operacional e 29% para melhor desempenho e disponibilidade. Além disso, o relatório destaca que 84% das organizações acreditam que as parcerias de serviços gerenciados fornecerão mais valor nos próximos três a cinco anos por meio de seus recursos de segurança.

Damian Skendrovic, executive vice president, Managed Services Go-to-market at NTT Ltd., diz: "Durante esses tempos difíceis, as organizações passam por uma série de fases e priorizam a segurança como um mecanismo inicial de resposta e recuperação. Eles querem mais do que um fornecedor. Em vez disso, procuram parceiros verdadeiros para ajudá-los a fazer bem as coisas de maneira inteligente. Os provedores de serviços precisam auxiliá-los a se adaptar agora, mas também quando o ambiente de negócios reacender".

Concentre-se na transformação do usuário final

Durante períodos conturbados, como o atual surto de pandemia global, as organizações podem fazer um balanço e recuar em projetos de inovação. No entanto, a transformação permanece viva – ela simplesmente gira em direção ao usuário final. O relatório destaca como 48% das organizações já reconhecem a necessidade de otimizar o ambiente de trabalho para atender às demandas de uma força de trabalho em evolução.

Garantir que os funcionários possam permanecer conectados de forma segura, produtiva e eficiente está no topo da agenda dos líderes. O que talvez explique por que 43% dos entrevistados classificaram a SD WAN como o principal projeto de tecnologia a ser considerado. A SD WAN ajuda a melhorar o desempenho e a experiência do usuário, ganhando visibilidade de ativos e dados corporativos na rede.

E esse esforço na consideração de novos serviços provavelmente se reflete no aumento do número de organizações que esperam terceirizar mais TI do que internalizar – quase dobra de 23% atualmente para 45% em 18 meses.

Expertise e prestação de serviços

A experiência técnica tem sido um dos critérios mais importantes que as organizações consideram ao selecionar um provedor de serviços. A capacidade de explorar recursos qualificados à vontade é um grande benefício. As empresas buscam principalmente conhecimentos técnicos ao selecionar um provedor de serviços (44% e 30%, respectivamente).

Especificamente, a experiência em infraestrutura em nuvem (73%) e segurança (53%) lideram o caminho em termos de tecnologias atualmente terceirizadas para provedores de serviços. Esses números devem aumentar em 18 meses para 77% e 64%, respectivamente.

O nível de experiência que os provedores de serviços podem oferecer é outro fator importante no desenvolvimento de um relacionamento de fornecimento mais inteligente. Com as equipes de TI tendo que mostrar como estão permitindo resultados de negócios melhores, os provedores de serviços precisam ajudar esses times a convergir.

Para ajudar os CIOs e suas equipes, o relatório destaca como as mudanças nos negócios afetam a tomada de decisões de TI. Espera-se que o desenvolvimento de novos produtos seja o impacto mais comum na tomada de decisões de TI nos próximos 12 meses (54%). Alterações regulatórias (51%), crescimento em novos territórios (48%) e escassez de habilidades (47%) são o segundo, terceiro e quarto impactos mais comuns.

"As empresas poderão superar os desafios e navegar pelo novo normal através do poder das parcerias certas. Nossa pesquisa mostra como esses relacionamentos são importantes e os muitos benefícios que eles proporcionam quando se trata de segurança e estabilidade – protegendo os fluxos de receitas existentes – e durante os esforços de transformação, quando eles precisam ter uma resposta mais inteligente para fornecer novas plataformas para oferecer remotamente o CX, que será a principal prioridade das empresas de todos os setores ", conclui Skendrovic.

O Relatório de Serviços Gerenciados para 2020 da NTT Ltd. é baseado principalmente em pesquisas da IDG, conduzidas em cinco regiões, 29 países e contendo as opiniões de 1.250 líderes de negócios e de TI. O relatório também é complementado com outras pesquisas da NTT Ltd.

Deixe seu comentário