Cade aprova compra da Bematech pela Totvs

0
0

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a compra da Bematech pela Totvs, maior fabricante brasileira de software de gestão empresarial, segundo parecer publicado nesta terça-feira, 6.

A transação, anunciada em agosto, é estimada em R$ 550 milhões e será feita por meio de uma reorganização societária e a integralização das ações de Bematech por uma subsidiária integral da Totvs (Makira II) e, concomitantemente, pela incorporação dessa subsidiária pela Totvs.

No parecer publicado nesta terça-feira, 6, o Cade concluiu que a participação de mercado combinada das empresas é inferior a 20%, portanto não traz preocupações em termos concorrenciais tanto no mercado nacional de softwares de e-commerce como no de inteligência de mercado, onde se verificou sobreposição horizontal ou integração vertical.

A operação embutiu ágio de quase 60% sobre o valor dos papéis da Bematech na BM&FBovespa no dia do acordo. As ações estavam avaliadas em torno de R$ 6 por papel e a Totvs pagou R$ 11. Ou seja, os acionistas da Bematech que aderirem à reorganização receberão em troca de suas ações R$ 9,35 (ex-dividendos) e 0,043421048 ações ordinárias da Totvs, além de R$ 0,1585, que será distribuído a título de dividendos intermediários.

Com a operação, as empresas afirmam buscar sinergias entre seus negócios, especialmente no que se refere à união entre seus portfólios de soluções de hardware e software, para aumentar o valor da cesta de produtos ofertados aos seus clientes. O negócio também reforça a concorrência no mercado de soluções de tecnologia para o varejo liderado atualmente por empresas como a Linx.

Deixe seu comentário