Empresa detecta fraudes com mais de 770 mil cartões de crédito desde janeiro

1
64

Relatório feito pela brasileira Apura Cybersecurity Intelligence revela que as fraudes financeiras estão entre as ocorrências mais comumente detectadas pela ferramenta BTT, fornecida pela empresa. Neste grupo de fraudes, a mais frequente é a fraude envolvendo cartões de crédito de terceiros. Desde janeiro, mais de 770 mil números válidos de cartão de crédito foram encontrados sendo compartilhados por atores de ameaça. Uma fraude correlata que continua a crescer em número de ocorrências é aquela que envolve o uso de máquinas de cartões de crédito (chamada pelos criminosos de kineta, quineta ou maquininha). Os criminosos compram ou extraviam essas máquinas para passar cartões de crédito obtidos de forma irregular.

Confira os números referentes às fraudes financeiras catalogadas nos últimos quatro meses pela plataforma.

  • Cartões – 58,74%;
  • Máquinas de cartão – 19,29%;
  • Notas falsas – 8,18%;
  • Venda de Kit para Phishings – 6,79%;
  • Conta laranja – 2,85%;
  • Boletos falsos – 2,82%;
  • URA – 0,84%;
  • Fraudes envolvendo agentes internos (gerente, funcionário, etc.) – 0,48%.

Dentre as ameaças cibernéticas mais identificadas pelo BTT, os malwares são os que aparecem em primeiro lugar. As ocorrências correlatas a malwares representam 54% do total. Em segundo lugar vêm as ocorrências referentes a ataques de phishing, com 41% do total. Ocorrências referentes a ataques de Negação de Serviço (DDoS) representam 4% das informações levantadas pela ferramenta. Outras ameaças totalizam os 1% restantes.

O BTT também tem indexadas informações de mais de 26 milhões de credenciais vazadas. Além disso, mais de 115 milhões de domínios foram analisados pela ferramenta em busca de fraudes somente neste ano.

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário