Microsoft vai desenvolver versão do SQL Server para usuários de Linux

0
11

A Microsoft vai disponibilizar um de seus produtos mais lucrativos para usuários do sistema operacional Linux. Trata-se de uma nova versão de seu sistema de banco de dados SQL Server, que analistas acreditam ter gerado mais de US$ 7 bilhões em receitas em 2014 para a fabricante de software.

O anúncio foi feito no blog corporativo da empresa por Scott Guthrie, vice-presidente executivo da divisão de nuvem e enterprise da Microsoft. O SQL Server para Linux, segundo ele, permitirá que o banco de dados forneça uma plataforma de dados consistente tanto em Windows Server quanto em Linux, bem como localmente, no ambiente corporativo, ou em nuvem. "Estamos liberando a pré-visualização do SQL Server em Linux a partir desta segunda-feira, 7, e a previsão é que esteja disponível em meados de 2017."

Segundo a Microsoft, o SQL Server em Linux vai oferecer aos clientes ainda mais flexibilidade na solução de dados, com desempenho de missão crítica, baixo custo total de propriedade (TCO), segurança e as inovações de nuvem híbrida — como o Stretch Database que permite que os clientes acessem seus dados localmente ou na nuvem, a baixo custo.

"Esta é uma decisão extremamente importante para a Microsoft, que lhe permitirá oferecer seu banco de dados para um conjunto maior de clientes", disse Al Gillen, vice-presidente de infraestrutura corporativa da IDC. "Ao tonar este produto chave para Linux, a Microsoft está provando seu compromisso de ser um provedor de soluções de plataforma cruzada. Isso dá aos clientes opções de escolha e reduz as preocupações com segurança. Acho que isso também vai acelerar a adoção global do SQL Server."

De acordo com Guthrie, ao levar o SQL Server para Linux a Microsoft também está tornando seu produtos e inovações mais acessíveis a um conjunto mais amplo de usuários. "Na semana passada, por exemplo, anunciamos um acordo para adquirir Xamarin [que fornece uma plataforma de desenvolvimento para criação de aplicativos móveis utilizando a linguagem C#]. Recentemente, também anunciamos o Microsoft R Servidor, desenvolvido com base nas tecnologias da Revolution Analytics, que recém-adquirimos, com suporte para o Hadoop e Teradata."

Deixe seu comentário