Cisco expande portfólio de segurança com soluções de proteção avançada contra malwares

0
0

Em meio a crescente onda de ataques digitais que colocam em risco dados confidenciais, ativos e a propriedade intelectual de corporações, a Cisco anunciou nesta terça-feira, 7, o lançamento de soluções de proteção, controle e recuperação de ataques por malwares, que agregam valor à estratégia de segurança das empresas.

Entre as novidades está a integração do AMP Threat Grid, inovação adquirida com a compra da ThreatGrid no ano passado, ao portfólio de Proteção Avançada contra Malware (AMP, na sigla em inglês) da Cisco. Desta forma, a companhia passa a oferecer novos recursos de inteligência contra ameaças e análise dinâmica de malwares, fornecidos como serviço na nuvem ou no modelo on-premise, em sistemas de computação unificada da Cisco. Os recursos incluem a capacidade de monitoramento contínuo do ataque e a segurança retrospectiva, na qual é possível verificar a origem de uma potencial ameaça e analisar seu comportamento.

A Cisco também apresentou novos serviços de resposta a incidentes, inclusos no portfólio Cisco AMP, onde especialistas em segurança da informação trabalharão juntos às empresas na identificação da fonte de infecção, por onde a invasão foi realizada e que dados foram comprometidos. "A empresa será orientada na construção de uma infraestrutura preparada para o antes, durante e o depois do ataque", salientou Rafael Chavez, gerente de vendas de segurança da Cisco para o México.

Proteção para pequenas e médias empresas

Para pequenas e médias empresas e ambientes industriais, a fabricante anunciou ainda a disponibilidade do Cisco ASA com Serviços FirePower – primeiro firewall de próxima geração com foco em ameaças, que oferece a mesma proteção contra malware avançado e capacidades de detecção disponíveis para as grandes organizações.

Ao combinar um firewall dinâmico, visibilidade e controle de aplicações, proteção contra malware avançado (AMP) e recursos de prevenção contra invasão de próxima geração em um único dispositivo, a nova solução oferece, desta forma, proteção integrada e contínua reduzindo, ao mesmo tempo, o custo total de propriedade.

De acordo com relatórios de segurança da Cisco, os ataques às PMEs aumentaram 60% no ano passado. Enquanto os setores financeiro e governo são os principais alvos de ataques hackers na América Latina, as ameaças direcionadas a outras indústrias, tais como aviação e farmacêutica, têm registrado um incremento de mais de 300% ao ano.

Deixe seu comentário