Phablets já respondem por 21% das vendas de smartphones no mercado norte-americano

0
1

O consumidor que adquiriu um smartphone nos EUA neste ano tem grande chance de ter comprado um phablet, categoria de aparelho com tela grande — de 5,5 polegadas ou acima —, mas com a mobilidade de smartphones comuns. Dados da empresa de pesquisa Kantar Worldpanel ComTech mostram que os phablets foram responsáveis por 21% das vendas de smartphones nos EUA no primeiro trimestre deste ano, 6% acima do registrado no mesmo período de 2014.

Esses aparelhos têm conquistado expressiva participação de mercado principalmente na Ásia, como  em Taiwan e Hong Kong, onde smartphones com tamanhos de tela maior do que 5,5 polegadas já são usados por 50% dos usuários ativos de celulares, de acordo com dados da Flurry Analytics empresa.

Todos os principais fabricantes de smartphones lançaram phablets em 2014 e no primeiro trimestre deste ano, incluindo a Apple, Samsung, LG e Motorola, além das chinesas Xiaomi e Huawei.

O fenômeno dos phablets ganhou dimensão, em particular, depois do lançamento do iPhone 6 Plus, modelo que respondeu por 44% das vendas de phablets no mercado norte-americano no ano passado. Fora dos EUA, a Apple ganhou participação em cinco grandes mercados da Europa — Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Espanha.

"No primeiro trimestre deste ano, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus continuaram a atrair os consumidores em toda a Europa, incluindo os usuários que anteriormente possuíam um smartphone Android", disse Carolina Milanesi, chefe de pesquisa da Kantar Worldpanel ComTech, ao The Guardian. "Nesses cinco países da Europa, 32,4% dos novos clientes do iOS da Apple, em média, eram usuários de smartphones com o Android."

Mercado

Segundo a empresa de pesquisas, a Apple conquistou uma fatia de 20,3% nos cinco grandes mercados europeus no primeiro trimestre deste ano, o que representa um aumento de 1,8 ponto percentual em relação a igual período de 2014. O Android ainda é o sistema operacional dominante, apesar da perda de 3,1 pontos de participação de mercado, para 68,4%.

Enquanto o iOS e o Android travam uma disputa feroz para liderar as vendas no Reino Unido, o BlackBerry diminuiu o seu market share de 1,6% para 0,7% em um ano, a mesma situação experimentada pelo Windows Phone da Microsoft, que também caiu 1,5 ponto percentual, para 8% das vendas de smartphones no Reino Unido.

A Microsoft espera que seu novo sistema operacional para dispositivos móveis, o Windows 10, será capaz de impulsionar as vendas, mas ele não deve chegar ao mercado antes do terceiro trimestre. Enquanto isso, o Google prevê lançar a próxima versão do Android ainda este mês, e a Apple deve anunciar iOS 9 durante sua conferência para desenvolvedores em junho.

Deixe seu comentário