Publicidade
Início ESG VW lança calculadora de combustível e emissão de CO2

VW lança calculadora de combustível e emissão de CO2

0
Publicidade

A Volkswagen do Brasil reforça o seu foco na redução de emissões de poluentes e na sustentabilidade. A partir desta quarta-feira, 7, a marca passa a oferecer uma calculadora digital para saber qual combustível é mais vantajoso: etanol ou gasolina. Muito além da questão financeira, a ferramenta mostra qual será a emissão de CO2 (dióxido de carbono) de acordo com o combustível escolhido, considerando a metodologia “poço-à-roda”. Assim, o cliente pode olhar – ao mesmo tempo – para o bolso e para o meio ambiente.

“É mais uma entre várias ações que estamos tomando com foco na descarbonização. Essa ferramenta, além de ser um facilitador na vida dos clientes, que não precisam mais ficar fazendo contas, ajuda na conscientização em relação à emissão de CO2, o principal gás causador do efeito estufa e das mudanças climáticas, pois mostra a diferença na quantidade de CO2 fóssil que o seu veículo irá emitir com cada combustível”, explica Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

A novidade está integrada ao aplicativo “Meu Volkswagen”, que já oferece uma ampla jornada digital para o cliente, que pode consultar informações de seu veículo, agendar serviços e, agora, ver qual combustível é mais vantajoso em poucos cliques.

Devido as propriedades do etanol, este combustível vegetal apresenta cerca de 70% da densidade energética da gasolina. Traduzindo: um litro de etanol libera o equivalente a 70% da energia de um litro de gasolina. Mas há outros fatores relacionados ao motor e ao veículo que interferem no consumo por quilômetro rodado. É isso que a nova ferramenta considera.

Basta preencher os respectivos preços do litro do etanol e da gasolina que o aplicativo vai mostrar instantaneamente o resultado. E o melhor: a Volkswagen utilizou um algoritmo específico para cada versão de cada modelo. Exemplo: é feito um cálculo diferente para o T-Cross 200 TSI Manual, ou uma outra conta para o T-Cross 200 TSI Automático e um outro cálculo para o T-Cross 250 TSI. Isso porque cada aplicação tem características específicas. Além disso, o cliente escolhe qual é o perfil de uso que ele fará com o veículo: cidade, estrada ou misto.

Metodologia

A ferramenta utiliza a metodologia “poço-à-roda”, que considerado o CO2 não renovável emitido pelo escapamento do veículo somado à emissão de CO2 no processo de produção e transporte do combustível. Como no processo produtivo podem ser emitidos outros gases, cujo impacto para o efeito estufa pode ser convertido em “CO2 equivalente”, costuma-se acrescentar o subscrito “e”: CO2e.

O valor apresentado na ferramenta é uma estimativa da Volkswagen do Brasil, baseada em dados de consumo energético do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do INMETRO e da intensidade de carbono dos combustíveis do programa RenovaBio. Para o etanol, considerou-se a média das certificações publicadas pelas empresas produtoras no instante da definição da metodologia.

Abasteça consciente

Quando se olha para o lado ambiental, as diferenças entre os combustíveis são significativas. No caso dos veículos movidos a gasolina, um derivado do petróleo, o carbono que compõe o combustível é extraído de reservatórios subterrâneos, formado por enormes depósitos fosseis. Por meio da combustão, esse carbono é lançado no ar, definitivamente, na forma de CO2 na atmosfera. O aumento significativo da concentração deste gás na atmosfera vem provocando o aquecimento do planeta e as mudanças climáticas. Lançar menos CO2 de origem fóssil é crucial para frear este fenômeno e garantir o futuro das próximas gerações. E sua escolha ao abastecer seu carro Flex faz diferença.

No etanol, como sua origem é vegetal, o carbono é proveniente da própria atmosfera, tendo sido “capturado” pela cana de açúcar durante seu crescimento, por meio da fotossíntese. Assim, a combustão do etanol feito da cana não acrescenta carbono de origem fóssil à atmosfera. Neste caso, o ciclo se fecha porque as plantas absorvem novamente o CO2 emitido, na próxima safra.

Além disso, a combustão do etanol reduz em até dez vezes a emissão de material particulado e apresenta muito menos tendência à emissão de hidrocarbonetos por evaporação. Mesmo quando se considera todo o processo produtivo e de transporte até os postos, o etanol, se comparado com a gasolina pura, gera 70% menos emissão de CO2 não renovável na atmosfera. A diferença é brutal, pois quase todo o processo de produção do etanol é renovável. Por isso, acima do resultado de cada combustível, a ferramenta traz a recomendação “Abasteça Consciente”.

A calculadora já está disponível no App Meu Volkswagen para o sistema Android e, em poucos dias, estará disponível para o sistema iOS.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile