Mainframe é peça-chave para impulsionar negócios digitais, indica pesquisa

0
0

As empresas que apostaram que o mainframe estava com o dias contados e aposentaram suas máquinas poderão ter que rever essa decisão. O aumento exponencial do volume de dados e transações nos últimos anos e o número crescente de bancos de dados têm levado muitas organizações a optarem pelo computador de grande porte como sua principal plataforma.

É o que revela pesquisa da BMC, a qual constatou que quase 60% das empresas no mundo têm optado pelo mainframe como sua principal plataforma devido ao fato de ser um servidor de transações e dados altamente seguro, em especial para os negócios digitais, os quais acrescentam imprevisibilidade e volatilidade às cargas de trabalho.

"Pelo fato de 89% dos entrevistados projetarem apoio contínuo ao mainframe, fica claro que as empresas o veem como uma plataforma de longo prazo", afirma Bill Miller, presidente da área de ZSolutions Optimization da BMC.

Uma prova disso é que, com base nas estratégias de investimento das empresas na plataforma, a pesquisa constatou que 58% das empresas esperam aumentar o investimento e o uso de mainframe, enquanto 23% indicaram que irão manter uma quantidade estável de trabalho nessas máquinas — apenas 19% disseram que planejam reduzir o uso da plataforma na carga de trabalho.

Ainda de acordo com o levantamento, os executivos que pretendem elevar o investimento valorizam o mainframe por seus pontos fortes, como disponibilidade, desempenho e segurança. Esses profissionais costumam entregar receitas crescentes e estão focados na modernização, além de se aproveitarem dos benefícios de tecnologias como Java, automação avançada e mainframes especiais de baixo custo. Já os que planejam permanecer estáveis, analisam os mainframes como mecanismos seguros e altamente disponíveis para a execução de seus negócios, mas não consideram adicionar novas cargas de trabalho a ele.

Muitas das empresas analisadas estão concentradas em atender o aumento de demandas, o que inclui a rápida e crescente velocidade das requisições de aplicativos e níveis mais altos de volatilidade e imprevisibilidade da carga de trabalho — 88% das empresas do grupo de crescimento indicaram executar aplicações Java no mainframe, principalmente para atender às novas exigências digitais de seus clientes.

"As tecnologias digitais têm transformado a maneira como as organizações de todos os perfis conduzem seus negócios e interagem com os clientes", explica com Tim Grieser, vice-presidente do programa, Enterprise System Management Software da IDC.  "Os mainframes desempenham um papel fundamental no negócio digital, pois muitas aplicações digitais estão baseadas no acesso móvel aos dados armazenados nele, o que impulsiona o crescimento das transações e volume de dados no mainframe."

Para o próximo ano, os entrevistados planejam realizar ações que ajudem a potencializar seus custos, sistemas e dados. Otimização de custos, compliance, disponibilidade e modernização de aplicativos foram indicados como prioridades e podem ser associados ao impacto direto no negócio digital.

Para o estudo, foram entrevistados de mais de 1,2 mil profissionais de níveis executivo e técnico, os quais disseram considerar os mainframes como uma plataforma crítica do núcleo de TI por suportar não apenas a grande quantidade de dados, mas também o  volume transações gerado pelos negócios digitais.

Deixe seu comentário